Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Em meio a impasses, João é aprovado em medicina aos 17 anos

Filho de diarista e bolsista integral no ensino médio, jovem chegou a ter a aprovação suspensa por conta das falhas no Enem; entenda a história

| ACidadeON/Ribeirao

 

João Eduardo deve efetuar a matrícula em medicina pela UFTM nesta quarta-feira (12) Foto: arquivo pessoal
 

Apesar da pouca idade, o currículo de João Eduardo Nascimento Pereira, morador da Vila Virgínia, na zona Oeste de Ribeirão Preto, é longo, cheio de superação e marcado pelos impasses da última prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).  

A atualização mais recente - e repleta de alegria - ainda não está disponível no Linkedin, mas foi divulgada no portal da UFTM (Universidade Federal do Triângulo Mineiro), depois de ter seu esforço colocado em "xeque" pelo Ministério da Educação.  

O jovem de 17 anos, filho de diarista e bolsista integral em uma escola particular, foi aprovado e desaprovado em medicina, na semana passada, em questão de horas. O motivo foram as falhas na correção das provas.  

Só na segunda-feira (10), data em que a lista definitiva foi postada pela instituição, que o estudante pode comemorar a realização de um sonho - e a chance de transformar a infância carente em novas oportunidades.  

"Foi muito difícil receber o segundo e-mail, pedindo pra eu desconsiderar o primeiro e a minha aprovação. Já tinha contado pra família toda e postado nas redes sociais. Não me explicaram o que aconteceu, apenas suspenderam a vaga e mal me deram um prazo. Ainda bem que tudo deu certo e vou poder fazer a minha matrícula", explica o futuro médico.  

JÁ CONHECE O PROJETO ON NOS BAIRROS? CONFIRA AS MATÉRIAS ANTERIORES  

Projeto transforma grãos de café em qualificação e fonte de renda
Leonardo leva personagens para pontos históricos de Ribeirão

Dedicação transforma praça abandonada em área de lazer
De doutor em política a sommelier de cerveja em Ribeirão
Olímpia é a primeira moradora centenária da Casa do Vovô 

As celebrações também incluem a vitória de ser o primeiro membro da família a cursar medicina e único aluno do Projeto Nau a ser aprovado nesse curso em 2020.  

O cursinho gratuito auxiliou o jovem no período contra-escolar, no ano passado, a se preparar para o vestibular e alcançar o grande objetivo dele antes mesmo da maioridade.  

De acordo com o coordenador da iniciativa, Tadeu Terra, foram mais de 600 inscrições em 2019 para preencher as 100 vagas disponíveis - uma delas ocupada por João Eduardo.  

Dos selecionados, 36 foram aprovados em universidades públicas, mas apenas um no curso com a nota de corte mais alta dentre as inúmeras carreiras. Novamente, mérito do morador da zona Oeste. 
   
"A iniciativa do Instituto Seb seleciona os candidatos a partir de um padrão socioeconômico. É necessário comprovar a renda per capita que estipulamos e passar em uma prova. E ele se encaixava em todos os pré-requisitos. Feito isso, ajudamos com educação, materiais escolares, lanche e até vale transporte", conta.  

Ajudar e ser ajudado  

Ao ACidade ON, João Eduardo comemorou o fim do impasse, início da fase acadêmica e informou que deve visitar Uberaba (MG) pela primeira vez nesta quarta (12). Dessa vez, finalmente para concretizar a matrícula no curso de medicina pela UFTM.  

"Essa é a minha oportunidade de estudar o que sempre sonhei e ainda conseguir mudar a vida de tanta gente que já me ajudou até aqui - principalmente a da minha mãe. Não sei como vou me manter lá ou fazer para pagar as contas, mas me esforcei muito para conseguir e acredito que é a minha oportunidade de crescer na vida", finaliza o jovem. 
 
SERVIÇO
Projeto Nau
 
Mais informações: (16) 3968-7201
www.projetonau.com.br

Mais do ACidade ON