Aguarde...

cotidiano

Morador denuncia mato alto em calçada e risco de dengue

Segundo denunciante, casa à venda no Residencial Palmares, zona Leste de Ribeirão Preto, está desabitada há mais de um ano

| ACidadeON/Ribeirao

Segundo morador, a casa está desabitada há cerca de um ano e meio (Imagem: Reprodução / Redes Sociais)

 
Um morador se queixa do mato alto na calçada de uma casa localizada no Residencial Palmares, zona Leste de Ribeirão Preto.  
 
A denúncia foi encaminhada ao WhatsApp do ACidade ON: (16) 99117-7802.  
 
Por meio do vídeo gravado é possível visualizar que a vegetação já ocupou quase todo espaço do passeio público, na esquina da ruas Miguel Propheti e José Affonso dos Reis Junior. (assista ao vídeo)
 
CLIQUE E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO
 
Ainda na gravação, uma placa sinaliza que a residência está à venda.  
 
De acordo com o denunciante, a casa está desabitada há cerca de um ano e meio e, desde então, o proprietário teria realizado apenas uma limpeza em todo o espaço.  
 
Perigo 
 
Segundo o morador, na atual condição, o imóvel passou a oferecer riscos à população, como o abrigo de criadouros do mosquito Aedes Aegypti.
 
Ao ACidade ON, ele citou a existência de um movimento de moradores engajados sobre a importância da limpeza dos espaços, já que duas crianças, de 2 e 7 anos, além de um casal, teriam sido diagnosticados com dengue no bairro.  
 
"Além do perigo da dengue, a nossa segurança fica fragilizada, pois alguma pessoa mal intencionada pode se esconder atrás de alguma moita, esperando alguém passar ou abordar algum morador quando estiver entrando em casa. Fora que é impossível andar na calçada. E na rua, uma boca de lobo está com uma cratera", disse.   
 
Outro lado   

A Prefeitura de Ribeirão Preto disse, por meio de nota de imprensa ao ACidade ON, que o corte de grama na calçada deve ocorrer na primeira quinzena de julho.  
 
Já a Secretária de Infraestrutura informou que fará uma vistoria na boca de lobo da rua e, posteriormente, irá programar o reparo.   
 
Em relação aos casos de dengue no bairro, a Divisão da Vigilância Ambiental em Saúde afirmou que segue trabalhando "arduamente nesse seguimento em todas as regiões da cidade, incluindo o bairro Palmares".   

A divisão disse, ainda, que estão sendo feitos trabalhos de bloqueios de controle de criadouros e de nebulização nos casos positivos de dengue, atendimento de solicitações de munícipes, vistorias em pontos estratégicos, vistorias em imóveis especiais, arrastão e nebulização veicular.  
 
Sobre a segurança no local, a prefeitura informou que é de responsabilidade da PM (Polícia Militar).   
 
A PM, em contato com ACidade ON, afirmou que segue realizando missão de "polícia ostensiva e a preservação de ordem pública", por meio de programas do CPI- 3 (Comando de Policiamento do Interior). 
 
  

 

Mais do ACidade ON