Aguarde...

cotidiano

Ribeirão completa 100 dias sem chuva nesta quarta-feira (16)

Expectativa de chuva para o município durante o inverno ficou extremamente abaixo do esperado pelos meteorologistas; confira

| ACidadeON/Ribeirao

Confira o alerta do Inmet para esta quarta (16) abaixo  (Foto: Amanda Rocha)
 

A cidade de Ribeirão Preto completa nesta quarta-feira (16) o total de 100 dias sem chuvas significativas, acima de 10 milímetros, e chega na reta final do inverno com dias predominantemente quentes e bastante secos.  

Já na próxima terça-feira (22), é a vez da primavera dominar a estação e finalmente trazer expectativas de mudanças climáticas.

De acordo com a Somar Meteorologia, a previsão para a época teoricamente mais gelada do ano era de 64,9 mm de chuva apenas para o município. Só que, até o momento, 3,7 mm foram registrados nas principais estações de medição.  

Uma das explicações para essa discrepância, ainda segundo os meteorologistas, são os bloqueios atmosféricos formados no oceano pacífico, que fizeram com que as frentes frias ficassem acumuladas apenas na região costeira do Estado.  

Para o interior, sobraram os índices cada vez mais baixos para a umidade relativa do ar e os constantes avisos de "risco potencial" do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). Nesta quarta-feira (16), inclusive, um alerta foi emitido para Ribeirão.  

O comunicado prevê que os índices de umidade podem ficar entre 20% e 12%, com risco de formação de incêndios florestais e prejuízo a saúde coletiva da população. O ressecamento da pele, desconforto nos olhos, nariz e boca são alguns dos efeitos desse fenômeno climático.  

LEIA MAIS
Quarta (16) será mais um dia de calor e seca em Ribeirão  

Chuva negra  

Enquanto a chuva não vem, a possibilidade de a cidade sofrer com os impactos de uma frente fria prevista no litoral de São Paulo e a esperada aproximação de uma "chuva negra" só aumentam para os especialistas.  

Uma publicação do Climatempo diz que "com o aumento das condições para chuva no fim de semana e dependendo da quantidade de fumaça que for transportada na quinta ou sexta-feira, não se poderia descartar a chance de repetição do fenômeno da chuva negra".

Mais do ACidade ON