Aguarde...

cotidiano

MP e Polícia continuam procura por autor de incêndio em Ribeirão

Nesta terça-feira (22), moradores da zona Sul de Ribeirão Preto ainda apagavam focos fogo em vegetação

| ACidadeON/Ribeirao

Nem a chuva evitou que os focos de incêndio continuassem (Foto: reprodução/redes sociais)
 
Quatro dias após o grande incêndio que atingiu uma área de 460 hectares (equivalente a 460 campos de futebol), moradores da zona Sul de Ribeirão Preto continuam no trabalho de vigília para apagar focos de fogo. A Polícia Civil e o Ministério Público seguem em busca dos autores do crime.  

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE RIBEIRÃO PRETO
 
De acordo com a promotora do Gaema (Grupo de Autuação Especial do Meio Ambiente) Cláudia Habib, testemunhas estão sendo ouvidas em busca dos autores do incêndio.  

"Uma situação assustadora. Desde quinta-feira passada até hoje, focos de incêndio no local que, graças ao monitoramento ao preventivo foram contidos. Essa área continuará sob vigília, mas na sexta-feira, foram 15 focos de incêndio", declarou a promotora.  

A Polícia Civil já recebeu imagens de câmeras de segurança e apura as causas do fogo. As investigações estão a cargo do 4º DP (Distrito Policial). Um inquérito criminal foi instaurado na última segunda-feira (21).  

Mesmo com chuva
 
Nesta terça-feira (22), mesmo com a chuva que tem atingido Ribeirão Preto nos últimos dias, é possível encontrar focos de incêndio na mesma área que foi queimada na sexta-feira (18). A população tem se revezado para evitar que o fogo retorne - veja as imagens abaixo.  

Confira as fotos:  
 
 

Leia mais:
Gaema vai apurar queimada de grandes proporções na zona Sul  

Polícia também vai investigar causas de incêndio em Ribeirão


Mais do ACidade ON