Aguarde...

cotidiano

Ônibus fica preso em barranco e deixa passageiros em rodovia

Veículo partiu de Pontal e ficou retido em acesso do Anel Viário Sul de Ribeirão Preto, na manhã desta quarta (13); não houve vítimas, mas sobrou reclamação

| ACidadeON/Ribeirao

  

Problema ocorreu por volta das 7h30 desta quarta-feira (13), segundo passageira (Foto: Redes sociais)
 
Um ônibus que partiu da rodoviária de Pontal ficou com as rodas presas em um barranco do Anel Viário Sul de Ribeirão Preto (rodovia Prefeito Antônio Duarte Nogueira, SP-322), na manhã desta quarta-feira (13).    
 
O problema ocorreu no acesso à avenida Ângelo Gennaro Gallo, no Jardim Nova Aliança Sul. Apesar do susto, não houve registro de vítimas, mas os passageiros afirmaram que ficaram em meio à rodovia.

De acordo com uma empregada doméstica que utiliza a linha diariamente para ir ao trabalho, a empresa responsável pelo ônibus não teria enviado outro veículo para transportar os passageiros. 

CLIQUE E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE RIBEIRÃO PRETO

"O ônibus saiu quase dez minutos atrasado da rodoviária, porque a roleta estava travada. O motorista sabe que não pode parar naquele local. É a segunda vez que isso acontece. Desta vez, ele foi estacionar e o ônibus escorregou em uma parte do barranco. Faltou muito pouco para tombar. Além disso, 70 passageiros estavam no ônibus, e a empresa não enviou outro veículo para a gente enquanto eu fiquei no local", disse a mulher, que precisou ir ao trabalho por conta própria.

Outro lado

Em nota de imprensa enviada ao ACidade ON, a empresa Rápido D'Oeste, responsável pelo ônibus, informou que o local utilizado como ponto de parada cedeu com o peso do veículo devido às recentes chuvas.    
 
A empresa afirmou que após o problema um segundo ônibus chegou ao local e fez o transporte dos passageiros.  
 
"Sobre o atraso na saída, houve um problema pontual no validador, que precisou ser reiniciado para começar a viagem. Esse processo durou cinco minutos", disse a Rápido D'Oeste.  
 
Já em relação à capacidade máxima de passageiros, a viação afirmou que o ônibus seguia com 54 passageiros, sendo 44 sentados e outros dez em pé, o que estaria em conformidade com as regras estabelecidas pela Artesp (Agência de Transpores do Estado de São Paulo).  

Também procurada pelo ACidadeON, a Entrevias, concessionária que administra o trecho, não havia informado sobre se o acesso pode ou não ser utilizado como parada de ônibus. O texto será atualizado quando a resposta for enviada.  


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON