Aguarde...

cotidiano

'Uma situação triste', diz Abrasel sobre nova fase vermelha

Nesta sexta-feira (26), o governo estadual rebaixou a região de Ribeirão Preto para fase vermelha do Plano SP

| ACidadeON/Ribeirao

(Foto: divulgação/Pixabay)
 *Notícia atualizada às  18h50 de 26 de fevereiro de 2021. 

A Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) lamentou a decisão do governo estadual em reclassificar a região de Ribeirão Preto para a fase vermelha do Plano São Paulo. Nesta fase, bares e restaurantes podem atender os clientes apenas pelos sistemas de delivery e drive-thru. 

LEIA MAIS - Plano SP: Região de Ribeirão é rebaixada para a fase vermelha
 
De acordo com o presidente da seccional regional da associação, Renato Munhoz, os bares e restaurantes da cidade já apresentaram dificuldades no mês de fevereiro.  

"É tudo uma incerteza, é uma situação triste", lamentou. O empresário ainda afirmou que aguarda o decreto da Prefeitura de Ribeirão Preto sobre as medidas que serão adotadas e, por isso, prefere esperar.  A prefeitura vai se pronunciar no final da tarde.

Segundo o governo estadual, a região de Ribeirão Preto, que conta com outros 25 municípios, apresentou aumento no número de pacientes internados com sintomas da covid-19.   

A taxa de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Covid chegou a 77%, segundo o Plano São Paulo. As medidas entram em vigor na segunda-feira (1º de março).  
 
Atualização
 
 
Nesta sexta-feira, após o anúncio do governo estadual, o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira (PSDB), manteve as regras da fase laranja ao longo dos dias úteis. Aos sábados e domingos deverão ser seguidas as regras da fase vermelha enquanto durar a atual classificação do Plano SP - leia mais.

Fase vermelha:
 
Na fase vermelha, podem funcionar os estabelecimentos de saúde, como hospitais, farmácias, clínicas odontológicas e clínicas veterinárias.  

Os estabelecimentos de alimentação, como supermercados, feiras livres, açougues, padarias e lojas de suplemento, também podem funcionar, mas com o consumo local vedado.  

Já restaurantes e similares podem atender apenas por delivery e drive-thru.  

Os serviços de transporte e logística, como locação de veículos, oficinas, transporte público coletivo, táxi, transporte contratado por aplicativos, serviços de entrega, estacionamentos estão liberados.  

Assim como, os serviços gerais, como lavanderias, serviços de limpeza, hotéis, manutenção, bancos, call center, assistência técnica e bancas de jornais. Podem funcionar sem restrições os serviços de segurança pública e privada, comunicação e construção civil.  

VEJA O QUE PODE FUNCIONAR NA FASE VERMELHA DO PLANO SÃO PAULO


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON