Aguarde...

cotidiano

Mulher que salvou crianças é 1ª profissional de educação vacinada

Algumas cidades de São Paulo anteciparam a campanha de vacinação para profissionais da educação; em Ribeirão começa dia 14

| FOLHAPRESS

Silmara Cristina escondeu alunos de escola durante ataque (Foto: Divulgação/Governo SP)
 
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A funcionária da cozinha Silmara Cristina Silva de Moraes, 51, da escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP), foi a primeira profissional da educação vacinada contra a Covid-19 desta categoria no estado de São Paulo.    
 
LEIA MAIS - Ribeirão Preto define datas para vacinação de profissionais da educação 

A escolha da escola estadual em Suzano como sede para a primeira vacinação é um ato simbólico.  

O estabelecimento foi palco de um massacre, em 13 de março de 2019, quando um ex-aluno, Guilherme Taucci, 17, e Luiz Henrique de Castro, 25, entraram no colégio armados e atiraram e mataram cinco estudantes e duas funcionárias.   

Outras 11 pessoas saíram feridas do ataque.Silmara foi uma das pessoas que ajudaram os estudantes a se esconder na cozinha durante o ataque --foram cerca de 50 alunos que permaneceram na área da cozinha até que chegasse a polícia.  

"Não esperava que ia ser tão rápido. É muita emoção", disse a merendeira, que recebeu a primeira dose da enfermeira Jéssica Pires, na manhã de sábado (10), com lágrimas nos olhos de felicidade.  

Silmara trabalha na cozinha da escola há 11 anos.A vacinação dos profissionais de educação estava prevista para a próxima segunda-feira (12), mas foi antecipada em algumas cidades para este sábado - em Ribeirão Preto a vacinação acontece nos dias 14 e 15 de abril.   



Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON