Aguarde...

cotidiano

Cirurgiã é suspensa após vídeos com pele e gordura de pacientes

Interdição de médica foi publicada no Diário Oficial da União, desta segunda (12); médica atende em Ribeirão Preto

| ACidadeON/Ribeirao

 

Vídeos foram publicados no TikTok (Foto: Reprodução/TikTok)

O Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo) interditou de forma cautelar o exercício profissional da cirurgiã Caren Trisoglio Garcia. A médica, que atende em Ribeirão Preto, foi denunciada no órgão após publicar nas redes sociais imagens de pele e gordura humanas. 

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE RIBEIRÃO PRETO
 
A interdição é válida por seis meses e foi aprovada pelo Cremesp no último dia 8 de abril. A publicação da decisão no Diário Oficial da União aconteceu nesta segunda-feira (12). Segundo o conselho, as investigações sobre o caso tramitarão sob sigilo determinado por lei.  

Com a interdição, a médica fica impedida de atender os pacientes até que o conselho tome uma decisão sobre a denúncia, que foi realizada pela SBPC (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica).  

As imagens publicadas nas redes sociais, mostram a médica exibindo materiais que teriam sido retirados de pacientes após cirurgias, como gordura e pele, por exemplo.  

"Isso não a conduta normal de cirurgião-plástico", disse Estéfano Luiz Favaretto, presidente da Associação de Cirurgiões Plásticos de Ribeirão Preto, para EPTV. "Se aquilo for realmente verdadeiro. É muito ruim, tanto para a classe médica, quanto para instituição a qual ela está operando", disse.  

Outro lado
 
A reportagem procurou a médica por telefone, mas não obteve retorno. Já nas redes sociais, um grupo de pacientes montaram uma página para demonstrar apoio para cirurgiã.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON