Aguarde...

cotidiano

Falta de ônibus provoca aglomerações pelo segundo dia seguido

Motoristas do transporte coletivo de Ribeirão Preto estão em greve e, por determinação da Justiça, frota circula de forma reduzida

| ACidadeON/Ribeirao

Muita gente e pouco ônibus (Foto: Michelle Souza / CBN Ribeirão)
 
 
Ribeirão Preto vive mais uma manhã de muita aglomeração no transporte coletivo urbano. Com motoristas em greve e frota reduzida, os passageiros passaram horas no ponto aguardando os ônibus. 
 
E quem consegue embarcar, precisa conviver com veículos superlotados (veja o vídeo acima). Vale ressaltar, que Ribeirão Preto acabou de sair de uma fase de muitas restrições para conter o avanço da covid-19 e a principal forma de contágio, segundo os especialistas, é através das aglomerações. 
 
O ACidade ON aguarda, desde a sexta-feira, 4 de junho, um retorno do PróUrbano em relação a redução da frota e a manutenção da greve. Já o sindicato que representa os motoristas afirma que o serviço será restabelecido quando os salários e benefícios estiverem em dia. 
 
 
Novela da greve 
 
A greve dos motoristas começou no dia 24 de maio devido ao atraso do pagamento do vale do dia 20 de maio. No dia 26, o Tribunal Regional do Trabalho disse que greve poderia continuar, mas determinou que os ônibus circulem com frota reduzida. 
 
Entre os dias 27 de maio e 6 de junho, porém, Ribeirão Preto viveu uma quarentena mais rígida, com restrição de circulação de pessoas e suspensão do transporte coletivo. Isso para tentar conter o avanço da covid-19. No entanto, a partir de 7 de junho, com a retomada dos ônibus, a greve seguiu. 
 
Nesta terça-feira, há uma audiência do Tribunal Regional do Trabalho para que o sindicato, o Próurbano e a Prefeitura busquem um acordo para colocar fim à greve. 
  

MAIS: Câmara vota nesta terça projeto de aporte milionário ao transporte
 
 
 


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON