Aguarde...

cotidiano

Motoristas de ônibus encerram greve em Ribeirão Preto

Categoria aceitou proposta de pagamento do salário de maio até sexta (11); prefeitura fez repasse milionário a consórcio

| ACidadeON/Ribeirao

Transporte coletivo urbano de Ribeirão Preto deve voltar a operar normalmente com fim da greve (Foto: Weber Sian / Arquivo ACidade ON)
 

Os motoristas do transporte coletivo de Ribeirão Preto decidiram encerrar a greve iniciada no dia 24 de maio.  

Os ônibus devem voltar a circular com 100% da frota a partir desta quarta-feira (9), segundo o Seeturp (Sindicato dos Empregados do Transporte Urbano de Ribeirão Preto). 

A frota estava reduzida a 50% nos horários de pico e a 35% nos demais, por decisão da Justiça.

LEIA MAIS NOTÍCIAS DE RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO

Conforme nota do sindicato divulgada no início desta manhã, em assembleias durante a madrugada nas garagens das empresas Transcorp e Rápido D'Oeste, os motoristas decidiram retornar ao trabalho com a promessa de pagamento dos salários de maio até a próxima sexta-feira (11), o não desconto dos dias de greve e o arquivamento do processo no TRT (Tribunal Regional do Trabalho).  

A audiência de conciliação entre o Consórcio PróUrbano, responsável pelo transporte coletivo na cidade, e o sindicato foi realizada nesta terça-feira (8).

Ainda segundo o sindicato, os trabalhadores votaram por unanimidade na Transcorp e por maioria na Rápido D'Oeste.

"Não é o que todos esperamos, nem o ideal, porém foi o possível para sanar os problemas no momento, certos ainda que a categoria sai fortalecida e mais unida deste movimento", avaliou o presidente do Seeturp, João Henrique Bueno.   

O dirigente ressaltou que os ônibus, cuja frota já está reduzida em função da pandemia, deixaram as garagens com atraso devido às assembleias e poderá ocorrer atraso em algumas linhas. 

Nesta terça, a Câmara de Ribeirão Preto aprovou o texto final do projeto de lei da prefeitura que prevê o repasse de até R$ 17 milhões para o Consórcio PróUrbano

LEIA MAIS 

Falta de ônibus provoca aglomerações pelo segundo dia seguido


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON