Publicidade

cotidiano

No frio, família de Ribeirão acolhe morador de rua com cachorro

Segundo internauta, homem passou a madrugada desta quinta esperando ser acolhido pela prefeitura; Secretaria diz que recebeu 102 pedidos de socorro

| ACidadeON/Ribeirao -

Família da zona Norte de Ribeirão disponibilizou abrigo a morador de rua (Foto: Divulgação / Rede social)

Uma família do Quintino Facci I, na zona Norte de Ribeirão Preto, acolheu um morador de rua na noite desta quarta-feira (28), em meio à chuva e ao frio que atingiam a cidade.

O homem, que estava com um cão, chegou à residência por volta das 20h e ficou até a manhã desta quinta (29), esperando ser acolhido pela Semas (Secretaria Municipal de Assistência Social), segundo um dos moradores do imóvel.

"Ele veio, pediu um prato de comida e começou a chover. Nisso, minha mãe ofereceu abrigo em nossa garagem. A gente não conhecia o rapaz e eu liguei para o serviço [de acolhimento] assim que ele chegou. O cachorrinho comeu, estava bem", contou o internauta, que preferiu não ser identificado. 
 
VEJA TAMBÉM: Após 4,7°C, neblina encobre Ribeirão na manhã desta quinta-feira

Ele ainda alegou ter retornado a ligação para a prefeitura às 2h. Contudo, disse que não recebeu um prazo para a chegada do serviço.

O veículo que acolhe pessoas em situação de rua só foi comparecer ao local às 9h50 desta quinta, quando o homem já havia deixado o residência, ainda conforme apurado.

"É uma situação lamentável. Por mais que eles [servidores públicos] tivessem muitos chamados, mais de 12 horas esperando não são justificáveis", argumentou. 


Outro lado


A Secretaria de Assistência Social informou, por meio de nota, que recebeu nas últimas 12 horas, 102 pedidos de ajuda para pessoas em situação vulnerável ao frio.

A Pasta ainda disse que triplicou as esquipes de ronda, alegando ter enviado um veículo para o acolhimento do morador de rua.

"A Semas iniciou, na última segunda-feira (26), um trabalho de conscientização com as pessoas em situação de rua, através do SEAS (Serviço Especializado em Abordagem Social), explicando a importância de aceitarem o acolhimento e os riscos do frio intenso", contou. 

Na ultima quarta, o serviço recebeu 74 solicitações, das quais 69 foram atendidas e 44 pessoas encaminhadas ao Centro POP Centro POP (Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua) e à CETREM (Central de Triagem ao Migrante, Itinerante e Morador de Rua).

As buscas, de acordo com a secretaria, ocorreram nas praças Coração de Maria e XV de Novembro, bem como na avenida Jerônimo Gonçalves.

"Já durante a madrugada [desta quinta], foram 28 pedidos atendidos pela equipe do próprio CETREM, com um total de 17 acolhidos. Também foi realizada a busca ativa em 8 lugares: Av. Brasil, Av. Saudade, Praça 15, em frente aos Correios, Praça Santo Antônio, Av. Bandeirantes, entre outros", disse. 

Na primeira noite de frio intenso, o número total de acolhidos foi de 161 pessoas em situação de rua, informou a secretaria. As denúncias podem ser feitas pelos telefones 161, 0800-7730161 ou (16) 3610-0687 (WhatsApp). 

Mais notícias


Publicidade