Publicidade

cotidiano

Veja dicas para prevenir escorpiões; Crianças morreram em Ribeirão

Um menino de 4 anos morreu após ser picado por escorpião em Ribeirão Preto; caso foi a segunda morte por ataque de escorpião em menos de 2 meses

| ACidadeON/Ribeirao -

Escorpião-amarelo é considerado o mais letal da espécie e com maior presença na região (Foto: Divulgação)
As recentes mortes de crianças picadas por escorpiões têm colocado moradores de Ribeirão Preto em alerta. Na terça-feira (31), um menino de 4 anos morreu após ser picado pelo animal.   

O garoto morava na zona Oeste da cidade, mesma região onde foi registrado o primeiro acidente fatal no município em 2021. Na ocasião, em julho, a vítima foi uma criança de 3 anos.

Para a bióloga Roberta Azevedo, que trabalha na DVAS (Vigilância Ambiental em Saúde) de Ribeirão, a limpeza de locais continua sendo uma das principais medidas de prevenção contra os aracnídeos. 
 
CLIQUE E SAIBA O QUE É NOTÍCIA EM RIBEIRÃO E REGIÃO

"Os escorpiões gostam de locais úmidos e escuros. Durante o dia, eles procuram abrigo nesses locais. Eles ficam em lugares como caixa de esgoto, tijolo, locais com acúmulo de entulho e madeira. É importante a gente manter os quintais sempre limpos, evitar o acúmulo de materiais de construção e vedar todas as frestas nas paredes", detalhou a bióloga em entrevista à rádio CBN Ribeirão.

Até agosto de 2021, Ribeirão confirmou 846 acidentes envolvendo escorpiões, segundo a prefeitura. De acordo com relatos, as crianças que perderam a vida foram picadas no momento em que brincavam com tijolos.

A bióloga disse que esse tipo de ação deve ser evitada. "Com relação às crianças é importante a gente evitar que elas tenham acesso a terrenos baldios, e não deixe que elas brinquem com tijolos e madeira. E ter sempre cuidado com materiais que a gente entrega a elas, como brinquedos que ficam parados por muito tempo ou mesmo roupas e mochilas. Tudo isso deve ser vistoriado antes de entregar às crianças", afirmou.

"Picadas de escorpião doem muito. Geralmente essas picadas ocorrem nas extremidades mãos e pés. Os principais sintomas seriam uma sudorese intensa, taquicardia e vômito. Sempre que a criança reclamar, é necessário leva-la para a unidade de saúde mais próxima", finalizou Roberta. (Com CBN Ribeirão)

Mais notícias


Publicidade