Publicidade

cotidiano

Após saidinha, 55 presos não retornam a presídios da região

Detentos deveriam ter voltado às prisões na última segunda (20) e são considerados foragidos; Caso sejam recapturados, perdem o direito ao semiaberto

| ACidadeON/Ribeirao -

Veja abaixo dados sobre o encerramento da saidinha (Foto de arquivo: L. Piton / ACidade)
Após o encerramento da última saída temporária, 55 detentos não retornaram a três unidades prisionais da região de Ribeirão Preto. A informação foi confirmada neste sábado (25) pela SAP-SP (Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo). 

O benefício concedido a presos do regime semiaberto começou em 14 de setembro e terminou na última segunda-feira (20). Por descumprirem o prazo, os detentos passaram a ser considerados foragidos e perderam o direito ao semiaberto, regime que prevê as populares "saidinhas".

Números


A taxa de presidiários que não retornou às prisões é de 3,8% - ao todo, 1.445 foram beneficiados, segundo a Pasta. No ranking de foragidos, o CPP (Centro de Progressão Penitenciária) de Jardinópolis aparece na liderança, com 50 detentos que descumpriram o prazo estabelecido.

Em seguida está a Penitenciária I de Serra Azul, onde três presidiários não retornaram para o cumprimento da pena. A Penitenciária Masculina de Ribeirão Preto + APP (Ala de Progressão Penitenciária) aparecem no último lugar, com dois detentos na lista dos procurados.

A SAP informou, ainda, que as seguintes unidades registraram o retorno de todos os presos: CDP (Centro de Detenção Provisória) de Pontal; Penitenciária Feminina de Ribeirão Preto + APP; CDP Serra Azul; Penitenciária II de Serra Azul.
 
O CPP de Jardinópolis, na região de Ribeirão Preto (Foto de arquivo: Paulo Souza / EPTV)

Mais notícias


Publicidade