Publicidade

cotidiano

Empresa terceirizada pela prefeitura atrasa salários em Ribeirão

Funcionários foram contratados pela Kinte Serviços Terceirizados; empresa já recebeu R$ 2,4 milhões de repasses da Prefeitura de Ribeirão Preto

| ACidadeON/Ribeirao -

Palácio Rio Branco, sede do Executivo de Ribeirão Preto (Foto: Arquivo / ACidade ON)
 
Funcionários de uma empresa terceirizada, contratada pela Prefeitura de Ribeirão Preto para o fornecimento de mão-de-obra para atuação nas secretarias das escolas municipais, afirmam que estão com os salários do mês de outubro atrasados.  

LEIA MAIS - Ribeirão avalia aulas presenciais obrigatórias na rede municipal  

A empresa é a Kinte Serviços Terceirizados, de Bauru, que apenas em 2021 já recebeu R$ 2.460.961,69 em repasses da Prefeitura de Ribeirão Preto pela terceirização. Segundo a secretaria da Educação, são 118 recepcionistas da empresa que prestam serviços nas escolas do município.  

De acordo com uma funcionária, que pediu para não ser identificada, os atrasos começaram a ocorrer há três meses. Ela diz que a empresa não explicou para os empregados os motivos para os atrasos dos pagamentos, que devem ser realizados no quinto dia útil de cada mês.  

"Todos os meses vai ser esse parto? É muito revoltante", declarou a funcionária, que disse que tem atrasado o pagamento das contas de casa por causa da situação.  

Por meio de nota, a prefeitura informou que a empresa contratada já foi notificada pelo município em duas oportunidades e que todas as medidas jurídicas cabíveis, incluindo a rescisão do contrato, estão sendo analisadas.  

A administração reforçou que os repasses para a empresa estão sendo realizados em dia. "Portanto, não há justificativa para que os salários dos funcionários estejam atrasados", declarou.  

A prefeitura ainda informou que pagamentos devem ser realizados ainda nesta quarta-feira (13).  

Outro lado 

A reportagem procurou a Kinte Serviços Terceirizados por telefone, mas os proprietários da empresa não foram localizados.
 
Funcionários terceirizados prestam serviços em escolas de Ribeirão Preto (Foto: Guilherme Sircili/Divulgação/CCS Ribeirão Preto)

Mais notícias


Publicidade