Publicidade

cotidiano

Transmissão do coronavírus em Ribeirão é uma das menores de SP

Região ocupa a 4ª posição entre 22 regiões no estado ao registrar índice de 0,66 nesta quinta (11)

| ACidadeON/Ribeirao -

O Calçadão é um dos principais pontos de movimentação de pessoas em Ribeirão Preto (Foto: Michelle Souza / CBN Ribeirão)
 

A região de Ribeirão Preto está com uma das menores taxas de retransmissão (Rt) do novo coronavírus em todo o estado de São Paulo, conforme aponta um levantamento realizado por pesquisadores da USP, Unesp e Fapesp. O estudo é realizado por meio de projeções a partir dos dados de contágio.

Os modelos matemáticos indicam a região com índice de 0,66 nesta quinta-feira (11), o que aponta para controle da transmissão do vírus. Taxas acima de 1 significam aumento na disseminação do novo coronavírus.

LEIA MAIS NOTÍCIAS DE RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO

A última vez que a região de Ribeirão esteve acima de 1 foi em 7 de outubro, com 1,01.

O pico do ano até agora foi registrado em janeiro, em 1,72, o que significava à época que 100 pessoas poderiam infectar outras 172.

Com o índice em 0,66 nesta quinta, a região de Ribeirão ocupa a 4ª posição no estado.   

Apesar de aparecer na 1ª posição, a Grande São Paulo Oeste é a única região que está com os dados desatualizados, disponíveis apenas até 3 de outubro.

Barretos está com 0,63, na 3ª posição. Franca tem 0,75, na 7ª, junto a São José do Rio Preto.  

A última posição - 22ª - é ocupada pela Grande São Paulo Leste, com 1,28.

Os dados podem ser conferidos aqui

Queda na transmissão da covid é verificada com o avanço da vacinação (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil)

Mais notícias


Publicidade