Publicidade

cotidiano

Professora assassinada liderava projeto com mães na região de Ribeirão

Ester Teixeira criou ação para acolhimento de mães de crianças com deficiência em Luis Antônio; ex-marido da vítima foi preso suspeito de cometer o crime

| ACidadeON/Ribeirao -

Ester Alves Teixeira tinha 42 anos de idade (Foto: Redes sociais)
 

A professora de educação física Ester Alves Teixeira, de 42 anos, morta a facadas neste domingo (21), em Luis Antônio, desenvolvia um projeto social para acolher mães de crianças com deficiência. 

A mulher, que era conhecida como Pepa, deixou três filhos. Um deles, uma menina, nasceu com Síndrome de Angelman. A doença rara e genética afeta o desenvolvimento. 

LEIA MAIS - Ex-marido é preso acusado de matar professora a facadas na região 

Ester foi atacada quando voltava de uma festa com um amigo, no bairro Cohab 2. O ex-marido dela foi preso suspeito de cometer o crime em frente a uma academia de propriedade da mulher. (assista ao vídeo abaixo)

Ela já havia registrado boletim de ocorrência (BO) contra o ex-marido por violência doméstica. 

Uma missa de corpo presente acontece na manhã desta segunda-feira, na igreja Santa Luzia, em Luis Antônio. 

O corpo de Ester deverá ser levado ao Velório Municipal por volta do meio-dia. 


Mais notícias


Publicidade