Publicidade

cotidiano

Educação de Ribeirão projeta 100% de aulas presenciais em 2022

O próximo ano letivo recomeça, presencialmente, no dia 3 de fevereiro, para todos os 47 mil estudantes da rede municipal de educação de Ribeirão Preto

| ACidadeON/Ribeirao -

Rede municipal teve apenas um mês com aulas 100% presenciais em 2021 (Foto: Guilherme Sircili / CCS)
Os alunos da Rede Municipal de Ribeirão Preto estão de férias escolares. O próximo ano letivo recomeça, presencialmente, no dia 3 de fevereiro, para todos os 47 mil estudantes da educação infantil, ensino fundamental, educação de jovens e adultos e educação especial, com a presença obrigatória, cumprindo com todos os protocolos sanitários que dispõem sobre a covid-19.

Para 2022, a Secretaria da Educação informou que está com várias ações voltadas à aprendizagem dos alunos da rede municipal, como a ampliação da carga horária, implantando a 6ª aula para os estudantes do ensino fundamental, a recuperação paralela no contraturno escolar, a reestruturação da Língua Inglesa, com a implantação de três aulas semanais para os anos iniciais do ensino fundamental e a ampliação para cinco aulas semanais para os anos finais do fundamental.

"Para 2022 nosso foco é o aluno. Tudo que envolve sua aprendizagem e recuperação destes últimos anos será feito", disse o secretário da Educação, Felipe Elias Miguel. "A climatização de todas as mais de mil salas de aulas da rede com aparelhos de ar-condicionado já começou, proporcionando ambientes propícios à aprendizagem, 2.500 novos computadores e kits multimídia, quadruplicamos o repasse da subvenção para as Associações de Pais e Mestres, além do reverdejamento, uma ação inédita com o investimento de R$ 5,4 milhões para verdejar as unidades escolares", continuou. 

Após um ano e meio sem aulas presenciais, por causa da covid-19, as aulas na rede municipal, de forma presencial, retornaram no dia 20 de setembro de 2021, com 50% dos alunos, e no dia 22 de novembro, com 100% dos estudantes do ensino fundamental, ainda com revezamento na educação infantil.

Mais notícias


Publicidade