Publicidade

cotidiano

Família pede doação de sangue a jovem atropelado em Ribeirão Preto

Lucas Piola, de 21 anos, está internado em estado grave no HC-UE, segundo tia; pai dele morreu atingido por carro, enquanto os dois trocavam pneu em avenida

| ACidadeON/Ribeirao -

Lucas Castilhos foi atropelado na última quinta-feira (23) (Foto: Reprodução / Redes Sociais)
 

A família de Lucas Emanuel Castilhos Piola, de 21 anos, está mobilizada em conseguir doadores de sangue ao jovem, vítima de um atropelamento ocorrido na noite da última quinta-feira (23), em Ribeirão Preto.  

O pai dele, Flávio Piola, de 49 anos, também foi atingido por um carro e morreu no local, na avenida Luzitana, zona Oeste. Os dois pararam na via e trocavam o pneu do automóvel em que estavam.

"Ele [Lucas] saiu do quadro gravíssimo para o grave, depois que a pressão no crânio melhorou, mas segue em coma induzido", afirmou Leila Piola, tia do jovem. Lucas está internado no Hospital das Clínicas - Unidade de Emergência (HC-UE).  

MAIS: Segue internado jovem que foi atropelado com o pai em Ribeirão

Ainda segundo a tia, as pessoas que puderem doar sangue devem procurar o Hemocentro de Ribeirão, na rua Tenente Catão Roxo, 2.501, no Monte Alegre, zona Oeste. 

"O HC pede qualquer tipo de sangue, então, quem puder, pedimos para que faça a doação em nome do Lucas", disse.   

O Hemocentro funciona nesta sexta-feira (31), das 7h às 12h30, e fecha no sábado (1º) e domingo (2). O atendimento será retomado na segunda-feira (3), a partir das 7h.

Oração no hospital

A tia também contou que um grupo de amigos e familiares deverá se reunir, na noite desta quinta-feira (30), e realizar uma corrente de orações por Lucas em frente ao HC-UE, no Centro de Ribeirão. O ato está marcado para acontecer a partir das 20h.  

A motorista que atropelou pai e filho disse à polícia que passou mal ao volante. O teste do bafômetro não apontou embriaguez. 

O caso foi registrado como homicídio culposo e lesão corporal culposa (sem intenção) na direção de veículo automotor para investigação da Polícia Civil. 


Mais notícias


Publicidade