Publicidade

cotidiano

Entenda o que está previsto na reforma da avenida Nove de Julho

Muitos internautas questionaram o acidade on, nas redes sociais, se os paralelepípedos serão retirados para dar lugar ao asfalto

| ACidadeON/Ribeirao -

Avenida Nove de Julho, em Ribeirão Preto (Foto: Marcelo Fontes)
A Prefeitura de Ribeirão Preto abriu licitação, nesta terça-feira (11), para reforma e restauração da avenida Nove de Julho, no trecho que fica entre a avenida Independência e a rua Amador Bueno, região central. A obra, estimada em R$ 18 milhões, faz parte do Programa Ribeirão Mobilidade. 
 
Muitos internautas questionaram o acidade on, nas redes sociais, se os paralelepípedos serão retirados para dar lugar ao asfalto. A resposta é não. O trecho que vai passar pela reforma e restauração é tombado como patrimônio histórico da cidade e não pode sofre grandes alterações. 
 
No final do ano passado, em oitiva na Câmara de Vereadores, o secretário municipal de Obras Públicas, Pedro Luiz Pegoraro, deu detalhes da obra. A intervenção prevê a colocação de duas galerias de água pluvial de grande porte ligando as avenidas Nove de Julho e Francisco Junqueira. As ruas São José e Marcondes Salgado vão receber as galerias - a meta é amenizar as enchentes que ocorrem naquele trecho da cidade.

Quanto aos paralelepípedos, um problema histórico da avenida, o secretário informou que será feita uma escavação no solo de aproximadamente 50 cm para a colocação de uma base de concreto. Os paralelepípedos serão recolocados sobre essa base para que eles não afundem mais. 
 
Além dos paralelepípedos, o canteiro central e o formato paisagístico da avenida também são tombados. Assim, o projeto do corredor do transporte coletivo urbano não pode promover mudanças radicais no visual da avenida.  Para ver mais detalhes da licitação, clique aqui.
 
Avenida Nove de Julho, em Ribeirão Preto (Foto: Marcelo Fontes)

 

Mais notícias


Publicidade