Publicidade

cotidiano

Trânsito de Ribeirão vai receber monitoramento por câmeras inteligentes

Na Transerp, vai ficar um Centro de Controle Operacional (CCO), com monitores ao estilo Big Brother'; Sistema também inclui semáforos inteligentes

| ACidadeON/Ribeirao -

Trânsito de Ribeirão Preto será monitorado por Câmeras (Foto: Guilherme Sircili / CCS)
O trânsito de Ribeirão Preto vai ganhar um novo sistema de monitoramento, com semáforos inteligentes. Na Transerp, vai ficar um Centro de Controle Operacional (CCO), com monitores ao estilo Big Brother. O nome dado é Sistema Inteligente de Transporte (sigla ITS, para o nome em inglês: Intelligent Transportation System).

A licitação, para a implantação de todo esse sistema, está com o custo estimado de R$ 26.883.680,28. A abertura dos envelopes com as propostas será no dia 13 de junho. O tempo de implantação é de até 36 meses.

De acordo com o edital, serão 171 câmeras e 83 semáforos inteligentes. A implantação vai ocorrer em todos os corredores do transporte coletivo urbano - principais vias de Ribeirão Preto.

De acordo com o superintendente da Transerp, Marcelo Santos Galli, esse sistema não será utilizado para aplicar multas. "Queremos dar fluidez ao trânsito. Não basta fazer o corredor de ônibus. É preciso ter um sistema inteligente", disse Galli.

Na CCO, serão 20 monitores de 55 polegadas, com acompanhamento 24 horas por dia. Além dos agentes da Transerp, a Guarda Civil Metropolitana (GCM) também deve ficar com um posto fixo na CCO.

Uma das novidades, será a possibilidade de alterar o tempo de semáforo verde nos cruzamentos com congestionamento. Ou seja, se uma das vias estiver com o fluxo maior, vai ter semáforo verde por mais tempo.

A implantação será por blocos. No Bloco 1, está o Corredor Norte / Sul, etapas 1, 2, 3 e 4. No Bloco 2, as avenidas Dom Pedro, Saudade e Café. No Bloco 3, as avenidas Castelo Branco, Treze de Maio, Nove de Julho e vias do Centro.

Foco nos ônibus

De acordo com Galli, o foco do novo sistema é melhorar o serviço do transporte coletivo urbano. Informações da Transerp mostram que os ônibus coletivos estão transportando, em dias úteis, 150 mil pessoas. Antes da pandemia, esse número era de 200 mil.

"Temos levantamentos que apontam que as pessoas migraram para o transporte por aplicativo ou adquiriram motocicletas. Precisamos, no mínimo, voltar ao número de passageiros de antes da pandemia", finalizou o superintendente da Transerp. 
 
MAIS: Motoristas que transitarem pelos corredores de ônibus serão multados
 
Trânsito de Ribeirão terá sistema inteligente


Mais notícias


Publicidade