Publicidade

cotidiano

Diarista fica sem ônibus e precisa chamar patroa em Ribeirão Preto

Mulher estava esperando o coletivo no Centro para seguir ao Recreio das Acácias, na zona Sul; 'Nós dependemos do transporte', reclamou

| ACidadeON/Ribeirao -

Os ônibus ficaram nas garagens das empresas, na manhã desta terça-feira (21) (Foto: Bruno Belomi / CBN Ribeirão Preto)
 

A diarista Dirce Vieira dos Santos ficou sem ônibus na manhã desta terça-feira (21), devido à greve dos motoristas, em Ribeirão Preto, e teve de acionar a patroa para buscá-la.   

A mulher disse que, apesar da divulgação pela imprensa, não ficou sabendo da paralisação no transporte a partir desta terça. Ela estava esperando o coletivo no Centro para seguir ao Recreio das Acácias, na zona Sul.     


MAIS NOTÍCIAS 

Começa greve dos motoristas de ônibus nesta terça em Ribeirão Preto  

PróUrbano diz que vai acionar a Justiça contra greve em Ribeirão

Carro com grávida capota após batida em cruzamento de Ribeirão Preto

"Nós dependemos do transporte", reclamou a diarista, enquanto aguardava a patroa para poder chegar ao trabalho. 

A greve dos motoristas do transporte coletivo teve início à 0h. A paralisação foi aprovada pela categoria na última sexta-feira (17), após falta de acordo entre as empresas e trabalhadores em relação a benefícios. 

O presidente do Seeturp (Sindicato dos Empregados do Transporte Urbano de Ribeirão Preto), João Henrique Bueno, disse que nenhum dos 340 ônibus previstos para circular nesta manhã saiu das garagens, o que corresponde a 100% da frota no período.  

Outro lado 

O consórcio PróUrbano afirmou na noite desta segunda-feira (20) que deverá procurar a Justiça para tentar manter parte da frota de ônibus em circulação na cidade. (Com CBN Ribeirão Preto)

VEJA MAIS 

Bosque Zoológico de Ribeirão promove 'Arraiá' para os bichos 


Publicidade