Publicidade

cotidiano

Sindicato diz que cumpre liminar com 50% dos ônibus nas ruas em Ribeirão

TRT mandou restabelecer serviço parcialmente, com maior percentual nos horários de pico durante a greve dos motoristas em Ribeirão Preto

| ACidadeON/Ribeirao -

Ônibus voltaram a circular parcialmente nesta quarta-feira (22) (Imagem: Arquivo)
 

O presidente do Seeturp (Sindicato dos Empregados do Transporte Urbano de Ribeirão Preto), João Henrique Bueno, disse que 50% dos ônibus do transporte público estão em circulação na manhã desta quarta-feira (22), em cumprimento a uma liminar que obriga o retorno parcial da frota na cidade durante a greve dos motoristas. Nesta terça-feira (21), primeiro dia do movimento, a paralisação foi de 100% da frota.

"Os ônibus estão nas ruas hoje [quarta-feira, dia 22] desde as primeiras horas da manhã em cumprindo à determinação do TRT [Tribunal Regional do Trabalho], sendo 86 da Rápido D'Oeste e 87 da Transcorp, o que representa 50% no horário de pico", afirmou.     


MAIS NOTÍCIAS 

'Vamos cumprir a liminar', diz representante dos motoristas em Ribeirão  

Avenida na zona Norte de Ribeirão Preto terá nova interdição

Veja onde estão os radares móveis nesta quarta em Ribeirão Preto
 

A decisão em favor do consórcio PróUrbano, assinada pelo desembargador Francisco Alberto da Motta Peixoto Giordani, do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 15ª Região, obriga a manutenção de pelo menos 35% do efetivo nos horários normais e 50% nos horários de pico (entre 6h e 8h e 17h e 19h) durante a greve. 

Em caso de descumprimento, a multa diária foi determinada em R$ 1 mil por trabalhador parado.  

A categoria recusou proposta de reajuste dos salários em 12,47% e pede que a recomposição também seja aplicada no vale-alimentação e no PLR (Programa de Participação de Lucros e Resultados).   

Uma audiência de mediação e conciliação entre o consórcio PróUrbano e o Seeturp deve acontecer nesta quarta, às 14h30, no TRT da 15ª Região, em Campinas

"Esperamos que tudo se resolva hoje para acabar com esse transtorno para a população de Ribeirão Preto", disse o representante dos motoristas.

VEJA MAIS 

Justiça determina volta de 50% dos ônibus no horário de pico

Publicidade