Família pede doações de leite materno para bebê após morte de mãe

Mariana Kátia Rampazo Lacativa morreu 12 dias após parto de Benício; família disponibiliza kits para quem desejar doar leite

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Da reportagem

Matheus Urenha / A Cidade

 

A família de Benício Lacativa pede doações de leite materno para o bebê após a mãe da criança, Mariana Kátia Rampazo Lacativa, ter morrido 12 dias após o parto. A mulher de 34 anos de Taquaritinga morreu no dia 9 de julho, após complicações de saúde.

Os principais requisitos fazer uma doação, segundo a página de Facebook na qual a família está divulgando informações, é que a doadora apresente exames do pré-natal (HIV, VDRL, Hepatite B e C) ou do pós-natal comprovando estar bem de saúde. Eles também pedem que a doadora não fume, não tome medicamentos incompatíveis com a amamentação, não use álcool ou drogas ilícitas.

No Facebook também há um passo a passo para fazer a retirada do leite que será doado.

As doações podem ser feitas na DS Fitness Academia, localizada no Edifício Paulista, na rua Iguape, 31, em Ribeirão Preto. Os kits de doação e a entrega do leite devem ser feitas na academia entre 8h e 18h de segunda a quinta e entre 8h e 13h às sextas-feiras. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (16) 99159-4658.

Taquaritinga

Também é possível realizar doações em Taquaritinga, na 75ª Subseção da OAB, localizada na rua Duque de Caxias, 236. As doações podem ser feitas de segunda a sexta entre 9h e 18h.  Informações no telefone (16) 99753-1574 entre 8h30 e 12h de segunda a sexta-feira.


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.