Aguarde...

Colunistas

É dia de eleição e Freud explica a esquizofrenia geral da nação

Nobre internauta, não deixe de votar! As medidas tomadas pelo TSE são seguras e garantirão o seu e o meu direito de exercer a nossa tão sofrida e desgastada democracia

| ACidadeON/Ribeirao

Rodrigo Stabeli, Pesquisador Titular da Fiocruz, professor de Medicina da UFSCARe consultor da OPAS/OMS

Nobre internauta, não deixe de votar! As medidas tomadas pelo TSE são seguras e garantirão o seu e o meu direito de exercer a nossa tão sofrida e desgastada democracia. Antes de sair de casa, verifique se está portando seu título de eleitor, um documento de identidade com foto, uma caneta particular e, o mais importante, sua máscara e seu álcool em gel.

Mantenha o distanciamento físico na fila e "here we go"! Vá votar com segurança. Mesmo que você seja negacionista, como o chorão geral da nação, respeite o próximo e leve sua máscara, pois não será permitida a sua entrada no ambiente de votação sem estar usando a sua. "Não chore!".

Recado dado, hoje eu gostaria de contar um pouco da minha história de vida, para justificar o que vem aí para baixo. Nasci aqui mesmo, em Ribeirão Preto, no recém-formado bairro Antonio Marincek, na zona Norte da cidade. Bairro de gente humilde e calorosa. Sou filho de bombeiro militar e de professora do ensino fundamental, e devo muito a eles pelo ensinamento de que boa educação, respeito e cordialidade não faz mal a ninguém. Muito pelo contrário, a educação poderia me dar o mundo, e foi nisso que me pautei, embora as desigualdades educacionais da década de 80 do século passado, fossem bem menores do que as atuais. Como conseguimos destruir cada vez mais o nosso país, e nos prejudicarmos cada dia mais, mesmo com o acesso a informação evoluindo a cada dia?

De lá para cá, o ensino público piorou muito, e me pergunto se, de fato, isso é culpa de algum funcionário público da educação? Será que a inerência humana o levará a trabalhar em um lugar degradado intencionalmente?

Titio Darwin não concorda com você não! A evolução diz que o instinto de sobrevivência de qualquer espécie, inclusive a humana, busca justamente posicionar o indivíduo em lugares saudáveis, física e mentalmente. Eu não tinha noção disso quando, às terças-feiras, íamos "pescar" dúzias de potes de iogurte que desciam rio abaixo, devido ao descarte de itens vencidos de uma grande rede de supermercado que existia rio acima. Tenho certeza de que algum leitor do Marincek, que fez parte desse meu mundo na época, poderá confirmar essa nossa saga. Instinto de evolução, meu amigo!

Talvez esse mesmo instinto me levou para a Universidade de São Paulo, vim da escola pública, sem ter feito cursinho, e dali para o cargo de Pesquisador em Saúde Pública na Fundação Osvaldo Cruz e para a docência em Medicina na Universidade Pública. O que estou contanto aqui é que toda a minha vida e carreira foi uma relação de dependência e servidão do público. Sim, sou servidor público e nunca tive um emprego privado. E não vejo nada de errado aqui também. Sou servidor do Brasil e sou muito grato por esta trajetória. Preciso dizer também que eu acredito que, por ser servidor público, não devo me meter em cargos políticos.

As instituições públicas, que hoje são duramente atacadas por "haters", seguidores extremistas da direita e da esquerda, também fazem parte da sua vida, mesmo que você nem note. Quer um exemplo? Após a criação do Sistema Único de Saúde (SUS) em 1988, a mortalidade infantil reduziu em 77%!

TODOS são impactados pelas instituições públicas, até mesmo você, "haters" de plantão geral da república. Haters significa "odiadores" mesmo...temos que parar de usar palavras em inglês para atos de imbecilidade os quais não queremos discutir. No meu dicionário "hater" quer dizer "odiador", aquele que odeia, que agride de forma gratuita; "fake news" quer dizer notícia falsa, mentirosa, não verdadeira, degradante.

No Brasil, a disputa presidencial de 2018, foi marcada por essa onda de "haters" que transmitem "fake news", ou melhor dizendo, "odiadores que mentem", e essa onda nunca foi embora. Me pergunto se esses odiadores fazem isso conscientemente?

Tenho certeza de que o plano de quem implantou isso no Brasil é bem consciente! Levou uma eleição. Hoje esse plano não prospera e temos o grito desesperado por popularidade, que tem como alvo atual, a saúde pública, de todas as formas, sendo a mais recente o ataque através da ciência, colocando em xeque a capacidade da ciência em construir e testar vacinas. Eu sei, eu sei... esse tema ainda vai dar muito o que falar (pausa ocasional para os odiadores)!

Agora, como podemos explicar esse comportamento? Freud explica bem o seu comportamento de procurar as minhas redes sociais e deixar mensagens "calorosas" e ameaças veladas. Mas tudo bem...as ameaças estão todas com a polícia, obviamente. Assim vai a democracia e, se você realmente tem noção do que escreve quando ameaça ou ofende alguém de graça, aqui vai uma explicação.

A noção de realidade na psicanálise é no mínimo curiosa. O sujeito que pratica o ódio, age e sofre a ação, para que possa encontrar um limite perigoso para seus próprios desejos, até torná-los onipotentes. Ou seja, o simples fato de realizar desenfreadamente os seus desejos, começa a torná-los reais.

Então, meus queridos, uma conclusão importante é que você não pode realizar todos os seus desejos, não é mesmo? Porque senão a realidade externa, material, histórica, ou seja, a realidade existente, pode desaparecer para você e fazer com que as suas fantasias e desejos se tornem a sua própria realidade. Essa afirmativa não está de toda errada para o pai da psicanálise, Sigmund Freud, que dizia que a realidade psíquica, o inconsciente, é tão real quanto a realidade histórica ou social.

Mas, a construção da realidade individual, psíquica, está ligada a linguagem do sujeito, da forma que ele interpreta e capta os estímulos externos, inconscientemente. Assim, podemos chegar à conclusão de que o delírio é generalizável. Quando estamos em delírio geral, o ensaio da negação é uma defesa natural, de forma que o indivíduo começa a aceitar o que acredita como verdade, ao ponto de tornar a sua realidade e a verdade individual garantida. Até presidente da república faz isso..!  

O que estou dizendo é que se você é um odiador geral da república, por favor vá se tratar, porque suas mensagens mentirosas estão tornando o mundo muito pior do que ele já é, e não precisamos mais disso. Basta!

Ahh!! E um salve para meus amigos e amigas do Antonio Marincek, Geraldo de Carvalho, Jandaia e Valentina Figueiredo!


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON