Aguarde...

cotidiano

Ribeirão Preto suspende corte de água de inadimplentes

De acordo com a Prefeitura de Ribeirão Preto, medida é válida por 60 dias

| ACidadeON/Ribeirao

(Foto: Pixabay)
 
A Prefeitura de Ribeirão Preto informou, nesta sexta-feira (20), que irá suspender o corte de água de inadimplentes com o Daerp, pelo prazo de 60 dias. A medida foi anunciada pelo prefeito Duarte Nogueira (PSDB) como forma de diminuir os prejuízos econômicos, em razão das ações de combate ao novo coronavírus (covid-19).  

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE RIBEIRÃO PRETO
 
A medida já havia sido solicitada pela Defensoria Pública de São Paulo, que na quinta-feira (19), encaminhou ofícios para o Daerp solicitando a manutenção do fornecimento de água, mesmo para os inadimplentes, enquanto perdurar o estado de pandemia do covid-19.  

"Considerando, a necessidade de manutenção do fornecimento contínuo de água é medida indispensável para consecução desta medida, garantindo a possibilidade de acesso a saúde do usuário, de seu núcleo familiar e da comunidade onde vive", pontua o ofício encaminhado pela Defensoria.  

Além disso, a administração municipal também anunciou que será antecipado o pagamento da primeira parcela do 13º salário dos servidores municipais (cerca de R$ 50 milhões) para o dia 1º de abril. O governo também afirmou que os salários dos servidores serão pagos no mesmo dia.  

Outras medidas
 
A Prefeitura também informou que irá suspender o corte de água e a cobrança de água dos usuários cadastrados nos programas de tarifas sociais do Daerp, também por 60 dias. De acordo com a administração, a medida beneficia 2,2 mil famílias.  

A reportagem apurou que a Câmara Municipal estuda a antecipação a devolução das sobras do Legislativo para que o município possa comprar insumos para área da saúde, como máscaras e luvas, por exemplo. A estimativa é de que o valor devolvido chegue a R$ 2 milhões.  

Leia mais:
Veja o decreto que declara situação de emergência em Ribeirão

Mais do ACidade ON