Aguarde...

cotidiano

Nogueira adianta que decretará estado de calamidade pública

Anúncio ainda mais restritivo deve ser feito na tarde desta segunda-feira (23), em Ribeirão Preto; entenda o que muda

| ACidadeON/Ribeirao

O prefeito Duarte Nogueira disse que as mudanças são normais e ocorrem de acordo com as demandas do governo (Foto: Weber Sian/Arquivo A Cidade)
 

O prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira (PSDB), adiantou nesta segunda-feira (23) que decretará estado de calamidade pública na cidade por conta do novo coronavírus (covid-19). A medida deve ser anunciada no período da tarde. 

De acordo com o chefe do Executivo, as orientações do Governo do Estado, divulgadas no domingo (22), serão cumpridas e acrescidas no município nos próximos dias. Isso significa que ordens ainda mais rigorosas serão implementadas pelo Poder Público local.  

"Vamos aumentar as restrições e levar novas regras para o comércio. O objetivo é dar continuidade a vida e apenas ao que for necessário para a população. Do resto, restrição total para que possamos aumentar ainda mais o distanciamento social entre as pessoas e, assim, diminuir o contágio, que certamente vai se acelerar essa semana" informa ao ACidade ON.  

O anúncio, que ainda não havia sido oficializado até a publicação dessa matéria, torna obrigatório o fechamento de estruturas de alimentação presenciais, parques e estabelece novas diretrizes para serviços de construção.  

"Dessa forma, estaremos estrategicamente adiantados", completa Nogueira.   

Emergência

Na última quinta-feira (19), o município já havia decretado situação de emergência por 180 dias e indicado aos quatro shoppings de Ribeirão que as portas fossem fechadas, a fim de evitar aglomerações.  

A realização compulsória de exames médicos, laboratoriais, vacinação ou tratamentos médicos em possíveis pacientes infectados também foi regulamentada - na ocasião, a cidade ainda não havia confirmado nenhum caso de covid-19.  

Até as 12h desta segunda (23), o boletim epidemiológico mais atualizado apontava a contaminação já comprovada de seis pessoas por coronavírus.  

"Precisamos ter bom senso neste momento. É preciso rever os nossos costumes para preservar vidas e contornar essa situação. [...] Já tratamos com o vice-governador do Estado para que se antecipem as medidas necessárias no meio da Saúde e amplie os locais de triagem. Toda ajuda solidária será fundamental", finaliza Nogueira.     

ACidade ON acompanha as medidas e todas as informações sobre o novo decreto você confere no portal. 

Mais do ACidade ON