Aguarde...

cotidiano

Prefeitura prorroga suspensão da cobrança da tarifa social de água

Novo decreto tem validade por mais 30 dias a famílias carentes de Ribeirão Preto, que se enquadram no baixo consumo e já estavam cadastradas

| ACidadeON/Ribeirao

Consumo da tarifa social tem de ser no máximo de 15 metros cúbicos por mês (Imagem: Pixabay)
 

A Prefeitura de Ribeirão Preto prorrogou por mais 30 dias a suspensão da cobrança da tarifa de água dos consumidores cadastrados no Daerp como "Categoria Residencial Social". A medida, por meio de decreto assinado nesta terça-feira (19), tem validade apenas para quem estava cadastrado até o dia 21 de março deste ano. 

O primeiro decreto, com data de março deste ano, também previa a suspensão do corte de fornecimento de água pelo período de 60 dias. Agora, a validade é por mais 30 dias.   

LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE A PANDEMIA DO NOVO CORONAVÍRUS EM RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO

A suspensão do pagamento dos usuários enquadrados na tarifa social é válida para as contas dos meses de março, abril, e maio. As contas de água, no entanto, continuam a ser emitidas.

O benefício é válido apenas para consumo de no máximo 15 metros cúbicos (15 mil litros) mensais.  

Quem pode usar?

A tarifa social atende as pessoas mais carentes, que possuem renda familiar de até 1,5 salário mínimo e têm consumo de energia elétrica de até 170 kWh.  

As famílias que recebem o benefício do Bolsa Família ou algum benefício de outros programas federais, estaduais ou municipais também são enquadradas na tarifa social.  

A taxa é de R$ 10,80 para 10 metros cúbicos e vai até R$ 21,25, para consumo de até 15 metros cúbicos por mês.

Mais do ACidade ON