Aguarde...

cotidiano

Academias e parques reabrem daqui a 51 dias, prevê prefeitura

Espaços para prática de atividade física estão na última etapa do plano de retomada pós-covid em Ribeirão Preto, apresentado nesta quinta (21) ao Governo de São Paulo

| ACidadeON/Ribeirao

Academias retomariam atividades a partir de 13 de julho, segundo plano da prefeitura (Foto: Pixabay)
 

As academias, praças, parques, museus, bibliotecas e outros locais públicos para a prática de esportes e atividades lúdicas tem previsão de reabertura a partir do dia 13 de julho, segundo a última etapa do plano de retomada das atividades econômicas apresentado pela Prefeitura de Ribeirão Preto ao Governo de São Paulo, nesta quinta-feira (21). 

O planejamento foi dividido em quatro etapas e prevê abertura gradual a partir do dia 1° de junho, com a retomada das atividades em clínicas de estética, clínicas de podologia, barbeiros e cabeleireiros, além de oficinas de costura e lojas de aviamento para venda exclusiva de tecidos. 

O comércio faz parte da segunda etapa, a partir de 15 de junho, inclusive shoppings centers, desde que obedecidos protocolos e regras específicas.  

LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE A PANDEMIA DO NOVO CORONAVÍRUS EM RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO

Na terceira fase do plano, no dia 29 de junho, as escolas retornam às aulas.  E, por fim, a partir do dia 13 de julho, as academias, parques públicos e, ainda, clubes e cinemas.   

Segundo o prefeito Duarte Nogueira (PSDB), foi o Estado que solicitou proposta de retomada econômica para analisar e avaliar a viabilidade. Ainda não há, porém, uma data definida para a decisão.  

Todas as propostas serão apresentadas ao governador João Doria (PSDB) no dia 25 de maio, durante a reunião do Conselho Municipalista.

Controle rígido

A Prefeitura de Ribeirão afirmou que a cada 14 dias, período que dura a incubação, transmissão e cura do novo coronavírus, o Comitê Técnico de Contingenciamento da Covid-19 analisará os índices de crescimento da doença, mortes e ocupação dos leitos hospitalares na cidade. 

A partir destas informações, será feito um cálculo em que a média entre novos casos da Covid-19 e o índice de crescimento da doença nos últimos 30 dias deverá ser menor ou igual a 12% ou 15% da média dos 14 dias anteriores.  

LEIA TAMBÉM 

Plano prevê reabertura do comércio em 15 de junho

Mais do ACidade ON