Aguarde...

cotidiano

Técnica de enfermagem vence a covid-19 e retorna ao trabalho

A luta vencida por Fabiana durou mais de 30 dias, 15 deles internada; Volta ao trabalho no HC de Ribeirão foi comemorada

| ACidadeON/Ribeirao

 

Fabiana comemorou poder retornar ao trabalho (Foto: Divulgação)

A emoção da equipe da enfermaria de Neurologia do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, Unidade de Emergência, revelava que aquele plantão noturno, não seria um plantão comum. A data marcou o retorno ao trabalho da técnica de enfermagem Fabiana Gabaldo, que venceu o novo coronavírus.

Afastada do trabalho há mais de um mês, ela voltou sob aplausos dos colegas. "Não poderia estar mais feliz e emocionada", conta a técnica de enfermagem. "Agradeço demais por tanto carinho recebido por estas pessoas tão especiais na minha vida, que Deus abençoe a todos".

A recuperação total da técnica de enfermagem foi atestada no dia 14 de maio e ela comemorou a possibilidade de voltar à rotina de trabalho na enfermaria da UE. "Agradeço por estar voltando ao trabalho, é preciso seguir firme", comenta.

A luta vencida por Fabiana durou mais de 30 dias, 15 deles em um leito da enfermaria. Ela começou a sentir os primeiros sintomas do covid-19 ainda no dia 18 de abril. Afastada do trabalho, a tosse e a falta de ar foram piorando, até que ela precisou ser levada ao hospital. Ela fala da angústia que sentiu durante a internação. "Como foi difícil o isolamento, a incerteza, o sofrimento. Passam muitas coisas pela cabeça" conta.

Fabiana conta que o cuidado recebido foi determinante na recuperação. "Só tenho que agradecer a todos funcionários pelo cuidado, pelo carinho, pelo sorriso no rosto que todos tinham. Isso me contagiava".

Ela lembrou também que "receber mensagens, orações, telefonemas dos familiares e amigos fez toda a diferença na minha recuperação, a gente sente que não está sozinha!".

"Quero agradecer a todos os funcionários do HC. Somos uma equipe, ninguém trabalha sozinho", comenta emocionada. "Todos, cada um na sua função, são essenciais para os pacientes", completa.

Mais do ACidade ON