Aguarde...

cotidiano

Ribeirão: Lar Padre Euclídes chega a quinta morte por covid-19

Mais um idoso que morava no asilo morreu neste sábado (27) após testar positivo para o novo coronavírus; ao todo, 18 foram infectados

| ACidadeON/Ribeirao

Lar Padre Euclides, em Ribeirão Preto
 

Em meio a um surto de coronavírus, o Lar Padre Euclídes, que cuida de 53 idosos em estado de vulnerabilidade, em Ribeirão Preto, registrou neste sábado (27) o quinto óbito por covid-19. Ao todo, 18 pessoas ligadas ao asilo já foram contaminadas.

A última vítima fatal tinha 83 anos e, além de ter sofrido os impactos de uma das maiores pandemias da história, pode ter sido negligenciada pelo serviço de Saúde: Jamil Ambar morreu à espera de um leito de UTI na UPA da Treze de Maio.  

A filha dele, Dayane Ambar, diz que o pai começou a passar mal na sexta-feira (26), ainda na casa de repouso, e foi socorrido para o hospital que é referência no tratamento da doença. A falta de vagas de internação, no entanto, pode ter custado a vida do idoso.  

"Ele já estava mal, com a respiração ofegante a à base de medicamentos, mas ficou aguardando uma vaga na UTI e, infelizmente, não saiu a tempo. Ele veio a óbito. Acredito que se ele fosse atendido antes, teria chances de ser salvo", relata. 

LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE A PANDEMIA DE CORONAVÍRUS EM RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO 

Na semana passada, ACidade ON mostrou que 11 munícipes, entre moradores do asilo e funcionários, testaram positivo para o novo coronavírus em uma bateria de exames financiada pelo município, no início de junho. Quinze dias depois, mais três precisaram ser colocados em isolamento - um deles era Jamil. Do total, cinco morreram.  

Esse surto também atingiu outras quatro instituições municipais. São elas: Cantinho do Céu, Lar dos Velhos, Casa do Idoso e Ombro Amigo.  

Juntos, os asilos foram palco de infecção para 47 pessoas. A informação foi confirmada no dia 17 de junho pela Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto.  

Os dados da cidade, porém, são ainda mais alarmantes: até a tarde de domingo (28), o boletim epidemiológico mais atualizado mostrava que 4.520 pacientes foram oficialmente atingidos pelo vírus até o momento e 143 óbitos registrados.  

Com isso, a taxa de ocupação de leitos chegou ao terceiro dia consecutivo de quase-lotação.  

Um levantamento da Secretaria Estadual da Saúde aponta que 92,2% das vagas de CTI (Centro de Terapia Intensiva) destinadas ao tratamento da covid-19 já estão ocupadas. São 167 leitos disponíveis em todos os hospitais - públicos e privados -, mas 154 já estão cheios.

Mais do ACidade ON