Aguarde...

cotidiano

Em situação crítica, Ribeirão Preto recebe 34 respiradores

Os equipamentos vêm de forma emergencial devido à alta ocupação de leitos de UTI; Ribeirão e Franca estão entre as regiões que mais preocupam

| ACidadeON/Ribeirao

Leitos de UTI para covid precisam de respiradores (Foto: Divulgação)

O Governo de São Paulo anunciou, nesta terça-feira (30), que vai enviar 34 novos respiradores para Ribeirão Preto e região de forma emergencial.

A medida visa evitar o colapso da saúde por falta de leitos. Nesta segunda (29), a ocupação de Unidades de Terapia Intensiva (UTI´s) em Ribeirão Preto chegou a 98,2%, provocando uma recomendação de lockdown por parte do Conselho Municipal de Saúde (VEJA MAIS AQUI).

Além de Ribeirão Preto, as regiões de Bauru, Presidente Prudente e Franca estão sendo monitoradas devido a alta taxa de internações por casos graves de covid-19. Todos os municípios vão receber novos respiradores. 

Segundo os números apresentados, enquanto a ocupação de leitos recuou 10,26% na capital, em Ribeirão Preto ocorreu um avanço de 146% (comparando a última semana de maio com a última semana de junho).

A secretária estadual de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, ainda informou que a taxa de ocupação média (dos últimos 7 dias) de leitos chegou a 82% Direção Regional de Saúde (DRS) XIII, que é a de Ribeirão Preto (são 26 cidades).


Respiradores

O secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, confirmou, durante a coletiva, que a cidade de Ribeirão Preto vai receber 34 novos respiradores, o que possibilitará a abertura de novos leitos de UTI para tratar a covid-19.

Segundo Vinho, o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto vai abrir, de forma imediata, 10 novos leitos. Várias cidades do entorno de Ribeirão também serão beneficiadas pela medida (veja a fala do secretário no vídeo abaixo). 
 


Mais do ACidade ON