Aguarde...

cotidiano

MP vai apresentar contraproposta ao lockdown em Ribeirão

Reunião com organizações e Prefeitura de Ribeirão Preto não chegou a um consenso sobre a adoção do lockdown na cidade

| ACidadeON/Ribeirao

Calçadão de Ribeirão Preto (Foto: Weber Sian / ACidade ON)
 
O MP-SP (Ministério Público de São Paulo) vai compilar sugestões de organizações da sociedade civil, profissionais da Saúde, da Câmara Municipal e Polícia Militar, para apresentar para a Prefeitura de Ribeirão Preto medidas que possam intensificar a quarentena no município.  
 
CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE RIBEIRÃO PRETO 


O lockdown, o fechamento de todos os estabelecimentos na quarentena, não deve ser adotado para contenção da pandemia do novo coronavírus (covid-19), no momento, por falta de consenso sobre o tema. A situação foi definida após uma reunião de mais de três horas no Palácio Rio Branco, na noite desta terça-feira (30).   

"Todo mundo que participou dessa reunião entende que é necessário o aperto dessas medidas. Inclusive, se for o caso de medidas punitivas", afirma o promotor Sebastião Sérgio da Silveira, um dos encarregados de avaliar as sugestões. Os promotores Wanderley Trindade e Ramon Lopes Neto também farão parte do serviço.  

Ficou alinhado entre os participantes da reunião, que todas as entidades que estiveram presente no encontro vão encaminhar as propostas aos promotores nesta quarta-feira (1º de julho). A contraproposta deve ser apresentada para a prefeitura na quinta-feira (2).  

Segundo Silveira, o representante do prefeito Duarte Nogueira (PSDB) no comitê de contingência da covid-19, Antonio Daas Abud, se comprometeu a encapar as medidas propostas por esse grupo. O Ministério Público também se comprometeu de encampar aquilo que eventualmente a prefeitura não aceitar.  

"Inclusive, se for necessário a questão de um projeto de lei, nós vamos fazer um anteprojeto, inclusive para regular a necessidade de multas e todas essas outras coisas e nós vamos entregar a proposta formal para prefeitura", explicou o promotor.  

Fiscalização nos bairros
 
Mais cedo, em uma reunião do grupo de transição e retomada pós-covid-19, no qual participam empresários e representantes do comércio, além de pessoas ligadas à área da saúde, não ficou definido um consenso sobre a adoção de lockdown, como foi sugerido na segunda-feira (29), pelo Conselho Municipal de Saúde.  

Contudo, foi solicitado que houvesse uma fiscalização mais global, principalmente nas áreas periféricas de Ribeirão Preto, para que seja obedecido medidas de distanciamento social, como a proibição de festas e da abertura de bares, por exemplo.  

Leia mais:
Grupo quer aumento da fiscalização nos bairros de Ribeirão  

Ribeirão Preto ultrapassa 5 mil casos da covid-19  

Covid-19: Ocupação de UTIs recua, mas segue acima de 90%  

Multa por falta de máscara será revertida na compra de alimento

Mais do ACidade ON