Aguarde...

cotidiano

Ocupação de leitos de UTI começa a quarta-feira em 73,33%

Desde sexta-feira passada, Ribeirão Preto só ultrapassou a marca de 80% de lotação nas alas covid-19 na segunda

| ACidadeON/Ribeirao

 

Imagem ilustrativa (Foto: Fernanda Sunega/PMC)
 

A taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) caiu para 73,33% nesta quarta-feira (5), em Ribeirão Preto, mas continua subindo em alguns hospitais aptos para tratar pacientes com covid-19. O Santa Lydia, por exemplo, começou o dia com 89,47% das vagas lotadas.  

Os números gerais, referentes a todos os centros médicos com alas de isolamento ativas, foram divulgados pelo portal leitoscovid.org e estão apresentando queda rotineiramente. Desde sexta-feira passada, o índice ultrapassou a marca dos 80% apenas na segunda (3).  

Das 240 vagas de terapia intensiva, a cidade está com 176 ocupadas e tem 137 pessoas contaminadas pelo novo coronavírus fazendo uso de respiradores. Já na enfermaria, são 267 leitos e 184 estão cheios.  

É também na enfermaria, mas exclusivamente das duas unidades do Hospital das Clínicas, que o índice de lotação beira o colapso: 98,08% da capacidade de internação para casos que inspiram cuidados estão completas. Isso quer dizer que, das 52 vagas, apenas uma está livre.  

Na UTI, os números estão mais controlados e iniciaram a quarta-feira (5) em 71,91%.  

Vale lembrar que, em visita a Ribeirão Preto, o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, anunciou a abertura de 13 novos leitos no HC e deu declarações otimistas sobre o desenvolvimento da cidade em meio a pandemia.  

LEIA MAIS
Em visita a Ribeirão, secretário inaugura 13 novos leitos de UTI
Vinholi: "Região de Ribeirão pode avançar à fase amarela"
Ribeirão registra mais 18 óbitos e ultrapassa 400 mortes por covid  

Santa Lydia  

Dentre todos os hospitais aptos para tratar pacientes com covid-19, o Santa Lydia, localizado nos Campos Elíseos, é o que está atualmente mais saturado e apresenta taxas mais altas de ocupação de leitos.  

Na presente data, das 19 vagas abertas para pacientes com coronavírus, 17 estão lotadas e todas têm a assistência de respiradores. Em contrapartida, a enfermaria tem a oportunidade de tratar 30 pessoas simultaneamente, mas está com 17 ocupados.

Mais do ACidade ON