Aguarde...

cotidiano

Entenda como os restaurantes self-service devem funcionar

Prefeitura de Ribeirão Preto autorizou a retomadas das atividades a partir do último sábado (8); saiba quais as recomendações

| ACidadeON/Ribeirao

Protocolo recomenda que cliente seja servido por funcionário de restaurante com respeito ao distanciamento (Imagem: congerdesign/ Pixabay)
 
Após o avanço de Ribeirão Preto à fase 3 (amarela) do Plano de Flexibilização do Governo de São Paulo, o portal ACidade ON recebeu mensagens de internautas que questionavam como o sistema self-service voltaria a funcionar nos restaurantes da cidade.

A reabertura de bares, restaurantes e similares foi autorizada pela prefeitura a partir do último sábado (8), mas deve seguir regras restritivas para o seu funcionamento.

No protocolo divulgado pelo Executivo é recomendado que estabelecimentos com autosserviço disponham de funcionários exclusivos para servir os clientes, mantendo o máximo de distanciamento possível.  

LEIA MAIS: Veja tudo que pode funcionar na fase amarela em Ribeirão Preto

Além disso, também está previsto que o comércio disponibilize como opção talheres descartáveis ou envoltos em uma proteção e ofereça temperos e condimentos em sachês para cada cliente.  

De acordo com a prefeitura, os estabelecimentos da cidade se enquadram também nas regras definidas pelo plano de flexibilização estadual. O protocolo local segue as mesmas diretrizes. 

A reabertura

Bares, restaurantes ou estabelecimentos similares estão autorizados a funcionar diariamente em Ribeirão até as 17h, mas com horário reduzido de seis horas diárias.  

Além disso, precisam operar com a capacidade reduzida a 40%, de preferência com modelo de reservas como forma de evitar qualquer tipo de aglomeração. As áreas devem ser arejadas ou ao ar livre.

Caso Ribeirão complete duas semanas na fase amarela, o horário de funcionamento será permitido até as 22h.   
 
LEIA MAIS NOTÍCIAS   
 
Boates, shows, cinemas e festas seguem proibidas em Ribeirão 
 
Ribeirão Preto registra 272 novos casos de covid-19 
 
Ocupação de UTIs sem mantém em 72% em Ribeirão Preto

Mais do ACidade ON