Aguarde...

cotidiano

Veja as opções para tratar dependentes de álcool e drogas

Vídeo de homem pedindo dinheiro para comprar pinga no semáforo viralizou; Prefeitura de Ribeirão Preto tem dois serviços ativos

| ACidadeON/Ribeirao

  

CAPS e programa da Secretaria de Assistência Social são opções em Ribeirão Preto (Foto: Pixabay)ajuda

Após a repercussão causada pelo vídeo postado na manhã desta quinta-feira (29) no ACidade ON Ribeirão Preto, onde um morador de rua aparece pedindo dinheiro para comprar pinga no semáforo, a reportagem solicitou à prefeitura as opções para o tratamento de dependentes de álcool e drogas.

O Centro de Atenção Psicossocial e Outras Drogas, localizado na rua Pará, 1.280, viabiliza atendimentos clínicos, psiquiátricos, psicológicos e consultas com assistentes sociais sem a necessidade de encaminhamento ou comprovante de residência.  As portas da entidade também estão abertas para pessoas que não têm endereço e vivem nas ruas
 
"Além disso, possui uma equipe de Consultório na Rua, com profissionais que atuam nas principais cenas e locais de uso de drogas, abordando as pessoas em situação de rua e promovendo os cuidado em saúde básico, encaminhando aos serviços especializados e Saúde mental em casas de necessidade mais extrema", explicou a pasta por meio de nota.  

LEIA MAIS
Homem usa cartaz para pedir "dinheiro da pinga" em Ribeirão  

Voltado para o mesmo público, a Secretaria Municipal de Assistência Social conta o programa Recomeço para tratamento de álcool e outras drogas.  

O serviço de quarentena, que inclui o acolhimento emergencial para aqueles que solicitam inclusão no tratamento de substancias psicoativas, também está incluso. Basta procurar a unidade dos Campos Elíseos, na zona Norte da cidade, de segunda a sexta, e seguir o protocolo. 
 
"É importante ressaltar que nenhum tratamento e serviço são coercitivos, ou seja, devem ser aderidos de forma voluntária", finaliza a Prefeitura. 
 

 


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON