Aguarde...

cotidiano

Vigilância interdita restaurante após denúncia de aglomeração

Estabelecimento fica em Bonfim Paulista; vídeo que circula por redes sociais mostra pessoas em pé e sem distanciamento, o que é proibido durante a pandemia

| ACidadeON/Ribeirao

A Vigilância Sanitária de Ribeirão Preto interditou um restaurante neste sábado (20), no distrito de Bonfim Paulista, após denúncia de aglomeração de clientes no estabelecimento.  

Segundo a Prefeitura de Ribeirão informou por meio de nota de imprensa, além da interdição ao Kauai Sports Restaurante, será aberto um processo administrativo para definir quais penalidades deverão ser aplicadas ao estabelecimento, com base nas regras previstas no Planos São Paulo para o combate ao novo coronavírus.  

LEIA MAIS NOTÍCIAS DE RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO

Um vídeo que circula por redes sociais e que teria sido gravado no interior do estabelecimento mostra pessoas em pé e sem o devido distanciamento social. (assista acima)

Na fase laranja, atual classificação em que o município se encontra, é permitido o funcionamento de restaurantes com atendimento exclusivo para clientes sentados, além de capacidade limitada a 40% do total e horário reduzido a oito horas diárias. 

Vigilância recebeu denúncia de aglomeração de clientes (Imagem: Rede social)

"A população pode fazer denúncias de locais com aglomeração através do telefone 156 e 153, que são da Guarda Municipal, ou pelo 190, da Polícia Militar", disse a prefeitura. 

Outro lado  

O Kauai Sports Restaurante disse, por meio de nota, que busca cumprir as determinações legais e que recorreu para manter o funcionamento.  

Uma publicação na rede social do restaurante informa que o estabelecimento estará fechado neste domingo (21).

Confira a nota na íntegra:

"Como é sabido por todos, o setor de restaurantes foi um dos mais impactados nesta pandemia. O kauai, que tem 25 mil metros quadrados de ambiente aberto, ar livre, busca cumprir as determinações legais como distanciamento de mesas, uso de disposição de álcool em gel e reforçou a limpeza, desinfecção em todas as suas áreas. A empresa afirma que tomou as medidas judiciais cabíveis para manter o funcionamento, bem como que cumprirá todas as determinações legais a fim de prover segurança dos clientes e colaboradores." 


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON