Aguarde...

cotidiano

Sindicato diz que vai tentar barrar volta às aulas na Justiça

Retorno das aulas presenciais na rede municipal de ensino de Ribeirão Preto está marcado para o dia 1º de março

| ACidadeON/Ribeirao

Na rede municipal de ensino, as aulas presenciais serão retomadas no dia 1º de março (Foto: Weber Sian/ACidade ON)
 
O sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto afirmou que vai questionar na Justiça o retorno da volta às aulas presenciais na rede municipal de ensino, marcado para o próximo dia 1º de março. 

LEIA MAIS - Mesmo com nova cepa, Nogueira mantém aulas presenciais
 
A decisão da entidade foi anunciada na tarde desta terça-feira (23), pelo presidente do sindicato Laerte Carlos Augusto. A categoria defende que o retorno às aulas presenciais deve ocorrer quando os profissionais da Educação forem vacinados.  

As aulas na rede privada e na rede publicada estadual começaram nos dias 1º e 8 de fevereiro, respectivamente. Em razão de Ribeirão Preto estar na fase laranja do Plano São Paulo, o limite no número de alunos dentro das unidades de ensino está limitado em 35% da capacidade.  

Na última segunda-feira (22), o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira (PSDB), afirmou que iria manter o retorno das aulas presenciais para o dia 1º de março. A decisão foi comunicada após o município confirmar que a nova variante do coronavírus está circulando na cidade.  

Segundo Nogueira, a maioria dos pais e responsáveis pelos alunos são a favor das aulas presenciais ou das aulas híbridas a secretaria da Educação tem questionado as famílias sobre o retorno. Para prefeitura, os estudantes sofreriam prejuízos se ficassem mais tempo fora das escolas.  

VEJA O GUIA DA VOLTA ÀS AULAS PRESENCIAIS


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON