Aguarde...

cotidiano

Dimas Covas: Mortes e internações vão diminuir em maio ou junho

Nesta quinta-feira (25), o Brasil bateu recorde de mortes na contabilização diária, com 1.582 vítimas

| ACidadeON/Ribeirao

(Foto: Divulgação / Estado de São Paulo)

Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, afirmou que projeta a diminuição de internações e de mortes por covid-19 no Brasil a partir de maio ou junho, quando a população acima de 60 anos estiver vacinada.

Nesta quinta-feira (25), o Brasil bateu recorde de mortes na contabilização diária, com 1.582 vítimas. Em um ano de pandemia, o Brasil soma 251.661 mortes por covid-19

"Imagino que vamos aguardar mais tempo, até maio ou junho, para cobrir esse grupo (pessoas com mais de 60 anos) e, aí sim, ter uma diminuição no número de internações e óbitos", disse Dimas Covas, em entrevista ao canal GloboNews.

O diretor do Butantan disse que o instituto está trabalhando 24 horas por dia na produção das vacinas, mas alertou que os imunizantes "não brotam do chão". Ele voltou a cobrar uma estratégia do Ministério da Saúde para diversificar as vacinas usadas no Brasil.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON