Aguarde...

cotidiano

Ribeirão Preto: Mortes por covid-19 disparam entre jovens

Para especialista, aumento de óbitos está relacionado ao aumento da circulação de pessoas e a nova variante do coronavírus

| ACidadeON/Ribeirao

(Foto: Código19)
 
Em 2021, as mortes por covid-19 de pessoas com menos de 59 anos dispararam em Ribeirão Preto. Para especialista, o aumento no número de óbitos de pessoas mais jovens está relacionado a nova variante do coronavírus, a P1 e, também, ao deslocamento da população em momento crítico da pandemia. 

LEIA MAIS - Ribeirão é a região com maior predomínio da variante de Manaus
 
Em 2020, a secretaria da Saúde de Ribeirão Preto registrou 95 mortes de pessoas com idades entre 50 e 59 anos, já nos quatro primeiros meses de 2021 o número saltou para 119 casos.   

Quanto ao número de mortes de pessoas com idades entre 40 e 49 anos, os casos cresceram de 36 em 2020, para 67 vítimas neste ano.  

Entre os mais jovens, com idades entre 30 e 39, a secretaria da Saúde registrou 27 óbitos entre março (quando começou a pandemia) e dezembro de 2020. Entre janeiro e abril de 2021, foram 34 casos registrados.  

"A associação da P1 com o deslocamento da sociedade que está se movimentando e se aglomerando mais, é o que está causando uma maior intensidade nesta segunda onda. O que nós estamos vendo em Ribeirão Preto é um reflexo do que a gente vê no País todo, onde a P1 também foi majoritária", disse o diretor da Fiocruz, Rodrigo Stabeli, em entrevista para EPTV.  

Segundo o especialista, a população precisou se deslocar, mesmo sem ter a proteção necessária. "A população está trabalhando mais, está se deslocando mais e que começou a conviver com o coronavírus e, muitas vezes, sem a segurança necessária para que a gente interrompa um surto grave", completou.



Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON