Aguarde...

cotidiano

Número de internados nas UTIs segue em patamar elevado em Ribeirão

Em um mês, o número de pacientes com covid-19 nos leitos de UTI dos hospitais de Ribeirão Preto subiu de 281 para 286

| ACidadeON/Ribeirao

 

Especialistas relacionam explosão dos casos graves com nova variante (Imagem: Pixabay)

O número de pacientes com covid-19 internados nas UTIs de Ribeirão Preto continua em patamar elevado. Um levantamento feito pela reportagem do ACidade ON, nesta terça-feira, 4 de maio, mostrou que houve piora dos casos graves de coronavírus no período de um mês.  

De acordo com dados portal leitoscovid.org, no dia 4 de abril estavam internados em UTI 281 pacientes. Na atualização feita hoje, 4 de maio, às 17h, o número de pacientes nos leitos UTI era de 286 - um acréscimo de 5 vagas ocupadas. A taxa de ocupação é de 92,86%.  

A explosão dos casos graves em Ribeirão pode ter relação com a presença da variante do coronavírus P1, a cepa amazônica. Um monitoramento feito pelo Instituto Adolfo Lutz e conduzido pelo professor e pesquisador Vitor Valenti indica que a prevalência desse vírus na região de Ribeirão é de 88,57% - a maior porcentagem do Estado de São Paulo.  

Segundo o secretário de Saúde, Sandro Scarpelini, Ribeirão está em uma fase de estabilidade dos casos com tendência de queda. A procura nos Polos Covid vem diminuindo, mas os pacientes em UTIs estão permanecendo mais tempo sob cuidados médicos. "Em 2020, 95% dos casos eram de síndromes gripas e 5% de SRAGs (Síndromes Respiratórias Agudas Graves). Hoje, mais de 10% são SRAGs", disse Scarpelini. 
 
 
Enfermarias 

 O número de internados com covid-19 nas enfermarias também aumento na comparação entre 4 de maio e 4 de abril. Há um mês eram 245 pacientes, hoje são 282. Nesta terça, a ocupação das enfermarias, que recebem casos moderados da doença, está em 77,9%.





Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON