Aguarde...

cotidiano

Passageiros enfrentam ônibus lotados nesta segunda em Ribeirão

Dia marca retomada parcial do transporte coletivo, após fim das medidas mais restritivas contra a Covid; motoristas estão em greve e frota segue reduzida

| ACidadeON/Ribeirao

Passageiros formam fila à espera de ônibus nesta segunda em Ribeirão Preto (Imagem: Reprodução / EPTV)

 
Passageiros do transporte coletivo de Ribeirão Preto enfrentam ônibus lotados na manhã desta segunda-feira (7).

O dia marca a retomada parcial da atividade, suspensa durante a fase emergencial restritiva. No retorno, porém, a frota deverá circular com 50% nos horários de pico (6h às 8h e das 17h às 19h) em função da greve dos motoristas. 
 
CLIQUE E SAIBA O QUE É NOTÍCIA EM RIBEIRÃO PRETO

Além das aglomerações nos veículos, imagens divulgadas pelo telejornal Bom Dia Cidade, da EPTV, também mostram um grande fluxo de passageiros no terminal Dra. Evangelina de Carvalho Passig, no Centro. (veja acima)

A repórter Amanda Rocha, que acompanhou a movimentação no local, disse que passageiros chegaram a se espremer no interior dos veículos para conseguirem ir até o trabalho nas primeiras horas desta manhã.

Em outras linhas, passageiros formaram aglomerações à espera dos ônibus, segundo o apurado.

Reivindicações e diminuição da frota 
 
Os motoristas reivindicam que a categoria seja totalmente vacinada contra a Covid-19, além do pagamento do vale mensal de maio. Os funcionários deveriam ter recebido o adiantamento no último dia 20.

Fora dos horários de pico, os ônibus irão circular com apenas 35% de toda a frota. É importante ressaltar que o número de ônibus nas ruas já havia sido reduzido durante a pandemia.

Retorno 

A retomada parcial do transporte coletivo foi determinada pela Justiça após uma ação do Consórcio PróUrbano, empresa que administra o serviço na cidade. A liminar foi deferida pelo TRT (Tribunal Regional do Trabalho).

Uma audiência de conciliação entre a categoria e a empresa está agendada para esta terça-feira (8).

Repasse milionário

Na terça-feira (1), a Câmara de Ribeirão Preto aprovou um projeto da prefeitura que autoriza o repasse de R$ 17 milhões ao Consórcio PróUrbano.

A justificativa apresentada pelo Executivo se baseia na queda da receita das empresas durante a pandemia.

O texto prevê um repasse imediato de R$ 7 milhões e divide os outros R$ 10 milhões em cinco parcelas. 
 
Outro lado 
 
O ACidade ON aguarda um posicionamento do consórcio PróUrbano em relação ao registro de aglomerações no transporte coletivo. 


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON