cotidiano

Especial Coronavirus

Ribeirão avalia aulas presenciais obrigatórias na rede municipal

Nesta quarta-feira (13), o Governo de São Paulo anunciou que retorno para 100% dos alunos começa na próxima semana

| ACidadeON/Ribeirao -

A volta às aulas presenciais na rede municipal de Ribeirão Preto foi condicionada a um protocolo sanitário (Foto: Guilherme Sircili/Divulgação/CCS Ribeirão Preto)
 
A secretaria da Educação de Ribeirão Preto informou que avalia quando vai adotar a determinação do Governo de São Paulo para retomada obrigatória do ensino presencial. Nas escolas das redes estadual e privada o ensino obrigatório com 100% dos alunos começa na segunda-feira (18). 

LEIA MAIS - São Paulo determina retorno obrigatório ao ensino presencial
 
As aulas presenciais na rede municipal de Ribeirão Preto foram retomadas no dia 20 de setembro, após um ano em meio com as unidades de ensino fechadas, por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19).  

No município, a ida dos estudantes para as escolas é opcional e está limitada a 50% dos alunos da rede a cada dia. Alunos com comorbidades não precisam frequentar as aulas presenciais, desde que pais e responsáveis assinem um termo de consentimento.  

Novas regras
 
Com a retomada da volta às aulas obrigatórias, será mantido o distanciamento social de um metro ao longo do mês de outubro. Já a partir do dia 3 de novembro, o distanciamento social dentro das escolas será abolido.  

Contudo, o uso de máscaras, álcool em gel e aferição de temperaturas de estudantes e funcionários vão continuar.  

"Para as cidades que têm conselho municipal próprio, não será aplicada essa regra", disse o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares. Lembrando que Ribeirão Preto conta com conselho municipal próprio.  

O secretário ainda disse que 90% dos adolescentes com 12 a 17 anos tomaram, pelo menos, uma dose da vacina contra covid-19. Já entre os professores, o número de professores imunizados chega a 97%. 
 
Uso de máscaras e álcool em gel continua obrigatório nas escolas (Foto: Guilherme Sircili/Divulgação/CCS Ribeirão Preto)



Mais notícias


Publicidade