cotidiano

Especial Coronavirus

Covid: Prefeitura de Ribeirão fica em alerta para possível nova onda

Nesta sexta-feira (3), o prefeito Duarte Nogueira disse que o município acompanha o aumento de casos da covid-19 na Europa e nos Estados Unidos

| ACidadeON/Ribeirao -

Covid: Especialistas apontam que o Brasil está três meses "atrasado" em relação a Europa (Foto: Reprodução/Livre Prefeitura de Ribeirão)
 
O prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira (PSDB), disse nesta sexta-feira (3), que o município está em alerta para uma possível nova onda da pandemia da covid-19. O chefe do executivo afirma que a Saúde de Ribeirão Preto acompanha o crescimento de novos casos em países da Europa e nos Estados Unidos. 

LEIA MAIS - Covid: Ribeirão Preto suspende carnaval de rua e folia de reis
 
Segundo Nogueira, especialistas ouvidos por prefeitos em congresso da FNP (Frente Nacional de Prefeitos) na semana passada, apontaram que o Brasil está entre 75 a 90 dias "atrasado" em relação aos efeitos da pandemia, na comparação com os países do hemisfério Norte.  

"Eles têm afirmado que o que acontece na Europa e nos Estados Unidos é uma questão de tempo para eventualmente se repetir no hemistério Sul e, no caso, o Brasil", declarou.  

Segundo o executivo, o município vai reforçar as ações de vacinação e cautela para evitar o aumento nos números de casos da doença na cidade.  

"As medidas que nós anunciamos hoje são medidas cautelares para que nós possamos nos proteger de uma eventual quarta onda", afirma.  

Lembrando, que nesta sexta-feira a prefeitura anunciou que não serão permidas festas de rua no Carnaval e de folia de reis em 2022, por conta da covid-19. Os eventos particulares poderão acontecer.  

Na Alemanha
 
Um dos exemplos citados pelo prefeito Duarte Nogueira é o da Alemanha, onde algumas restrições foram retomadas para impedir o avanço da covid-19. Entre as medidas, está a limitação de capacidade dos estádios de futebol em algumas regiões do país, como na Baviera, um dos estados mais ricos da Alemanha.  

Além disso, o governo alemão anunciou na última quinta-feira (2) a adoção de um lockdown para pessoas que não se vacinaram contra covid-19. Essas pessoas estão impedidas de acessar serviços e frequentarem o comércio, por exemplo.  

Desde o final de outubro, a Alemanha tem registrado uma disparada no número de caso de covid-19, atingindo 73,2 mil registros da doença apenas na última quinta, de acordo com a Universidade Johns Hopkins.  

Ainda segundo o levantamento, 71,6% da população da Alemanha tomou, ao menos, uma dose da vacina contra covid-19, sendo que 68% das pessoas tomaram duas doses e 14% já receberam a dose de reforço. 
 
Prefeito Duarte Nogueira (Foto: Alexandre de Azevedo / CCS)


Mais notícias


Publicidade