Aguarde...

cotidiano

Empresário Carlos Pepe deixa marcas como bondade e trabalho

O fundador do Pepe Centro Automotivo morreu aos 69 anos neste domingo (9), em Ribeirão Preto, após complicações provocadas pela covid-19

| ACidadeON/Ribeirao

Carlos Roberto Pepe tinha 69 anos: vida dedicada à empresa que fundou em 1973 (Foto: Reprodução)
 

O empresário Carlos Roberto Pepe, de 69 anos, deixou para a família exemplos de generosidade e do trabalho como forma de dignificar as pessoas. 

Ele, que fundou há 47 anos o Pepe Centro Automotivo, em Ribeirão Preto, morreu neste domingo (9), Dia dos Pais, por complicações da covid-19.  

LEIA MAIS NOTÍCIAS DE RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO

"O meu pai era super ativo, o primeiro que chegava na empresa e o último que saía. Adorava aquele lugar. Era um cara que tinha a família acima de tudo, generoso, feliz e uma pessoa que sempre quis o bem para o outro", destacou o filho Marcelo Eduardo Pepe. 

"Era um homem renascentista, arrojado, de grande alma. Ao mesmo tempo humilde e bondoso. Uma perda física que nos priva do seu bom humor. Mas um legado de amor e trabalho que seguem", disse a filha Angela Pepe, jornalista que atuou no Jornal A Cidade e hoje reside e trabalha na França, de onde falou com o ACidade ON.

A avanço da doença

O filho Marcelo contou que o pai Carlos Pepe permaneceu internado por aproximadamente um mês em um hospital particular de Ribeirão depois da infecção pelo novo coronavírus. O empresário também tinha uma arritmia cardíaca congênita, mas que estava controlada, e era pré-diabético.

"Ele foi acometido pela covid, que muito rapidamente comprometeu os pulmões em mais de 50 por cento. Ficou o período todo intubado na UTI [Unidade de Terapia Intensiva] e o quadro foi gerando complicações", explicou o filho.    

Saudades

Carlos Pepe deixou a esposa Elisabete, os filhos Angela, Marcelo e Lucas, além de cinco netos. Ele estava à frente das duas lojas da empresa com a esposa e os filhos, exceto Angela que se dedica a outra área. Juntas, as lojas possuem 35 funcionários.

O corpo do empresário foi sepultado nesta segunda-feira (10), no Cemitério da Saudade. 

A Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto (Acirp), do qual o empresário era membro do Conselho Deliberativo,  emitiu nota de pesar pelo falecimento dele. 

"Nossos sentimentos a família e amigos", lamentou a entidade. 


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON