Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Irmão de morto por espancamento busca respostas para o crime

Primogênito de seis irmãos de uma família evangélica, Fernando Rodrigo Silva morreu no sábado, mas corpo só foi reconhecido nesta quarta-feira; enterro será às 14h no Bom Pastor

| ACidadeON/Ribeirao


Fernando Rodrigo Silva era o primogênito de seis irmãos de uma família evangélica (Fotos: Álbum de família)

Familiares de Fernando Rodrigo Silva, 30 anos, assassinado a pancadas na noite da última sexta-feira (29), na Cidade Universitária, na zona Oeste de Ribeirão Preto, buscam respostas para o crime violento.   

O corpo do rapaz, morto por politraumatismo em decorrência das agressões, estava no IML (Instituto Médico Legal) desde sábado (30) e foi reconhecido pelo irmão Jéferson Soares da Silva, na tarde de ontem, e está sendo velado no velório da Paz.   O sepultamento será às 14h30 desta quinta-feira (5).

Fernando e Claudemir Dantas de Souza, de 41 anos, foram encontrados caídos e ensanguentados por policiais militares na rua rua Sebastião Morais Júnior. Ambos foram socorridos, mas não resistiram aos politraumatismos e morreram horas depois.  

Família evangélica
 
Fernando era o primogênito de seis irmãos de uma família evangélica e travava há 8 anos uma luta intensa contra a dependência química. "Ele sempre foi muito amparado pela família. Chegou a ter oito internações, algumas por vontade própria e outras compulsórias. Nos pedia ajuda e dizia que era muito, muito difícil se livrar da droga", conta Jéferson.  

Há 15 dias, pouco depois de voltar à igreja com os irmãos e renovar sua conversão, Fernando sumiu de casa,  aumentando a preocupação da família. Ontem, o irmão recebeu a notícia de um conhecido de que o irmão havia sido morto por espancamento junto com outro homem.  Correu ao IML e acabou confirmando a informação ao reconhecer o corpo do irmão.

"O local onde ele foi achado fica a 600 metros de onde moramos. A gente não fazia ideia disso e tudo o que gostaríamos de saber é o porquê fizeram isso com ele. Fui à polícia e lá não tem nenhuma informação." 

Jéferson diz que Fernando tinha passagem policial uma por furto e outra por tráfico de drogas, onde acabou preso em flagrante no Mato Grosso.   "Ele estava com uma dívida e foi para o Mato Grosso buscar essa droga para pagar o que devia, mas lá foi preso. Ficou quatro meses na cadeia."  

Uma das suspeitas de familiares e conhecido é de que Fernando possa ter sido vítima da justiça com as próprias mãos. "A gente fica imaginando se ele foi furtar alguma coisa e se o mataram por isso", diz o irmão.  

Jéferson conta que há um mês, Fernando foi espancado na Favela do Monte Alegre pelo furto de uma bateria de carro e quase morreu. À época, os agressores teriam dito que o matariam.
 
"Agora a gente fica sem saber o que aconteceu. Mas queremos que todos saibam que o meu irmão não era uma pessoa largada. Ele tinha uma família que se preocupava muito com ele e o amparava demais.   Infelizmente, ele perdeu a luta para a droga".
 
Jéferson pede ajuda para esclarecer o crime e clama para que se alguém tiver alguma notícia que faça a denúncia à polícia.  

Fernando Rodrigo Silva era o primogênito de seis irmãos de uma família evangélica (Fotos: Álbum de família)

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Veja também