Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Alvo da Operação Cinderela é motorista condenado por atropelamento

Alexandre Ferreira da Costa, que cumpre pena de 20 anos de prisão, é suspeito de participar de grupo investigado por exploração de transexuais em Ribeirão Preto

| ACidadeON/Ribeirao


Alexandre Costa foi condenado a 20 anos de prisão por atropelar motociclista (Imagem: Reprodução / EPTV)
 
Um dos suspeitos de envolvimento na Operação Cinderela, deflagrada pela PF (Polícia Federal) na manhã desta quarta-feira (13), em conjunto com o MPF (Ministério Público Federal) e MPT (Ministério Público do Trabalho), é Alexandre Ferreira da Costa. Ele já cumpre pena desde 2018 sob acusação de atropelar e matar o motociclista Danilo Braga Eroico, na avenida Meira Júnior. A sentença dada à época foi de 20 anos de prisão. 

De acordo com informações, Costa seria um dos responsáveis pela organização criminosa que atuava na exploração de transexuais em Ribeirão Preto.  

Ele também responde por outro processo em que é acusado de assassinar um travesti, em fevereiro de 2014, com um grupo de pessoas.  

Apelidado de Deco, Costa chegou a ser apontado como o responsável crime ao cobrar diária da travesti para que ela pudesse atuar em um ponto localizado no Quintino Facci I, na zona Norte de Ribeirão.  

Neste caso, os advogados de Costa afirmam que ele agiu em legítima defesa nas agressões contra a vítima, inclusive, teria sofrido ferimentos, e apresentou à Justiça atestado médico mostrando que sofreu fraturas, pois teria sofrido agressões. Ele teria ido ao local para conversar com uma amiga.   

A reportagem tentou contato nesta quarta com o advogado Hamilton Paulino, que já atuou na defesa de Deco, porém as ligações não foram atendidas.

Operação Cinderela  

Seis pessoas foram presas e outras quatro são consideradas foragidas pela PF na Operação Cinderela. 

Os presos foram levados para a sede da Polícia Federal para prestarem depoimento.  

De acordo com a polícia, as vítimas eram obrigadas a consumir drogas, submetidas à exploração sexual e empregadas no mercado do sexo, onde havia uma divisão territorial de atuação de cada suspeito de ser o aliciador.  

LEIA MAIS  

Seis foram presos e quatro permanecem foragidos na Operação Cinderela  

PF cumpre mandados contra exploração sexual em Ribeirão Preto  

Homem que atropelou o matou motociclista é condenado a 20 anos  

Polícia pede prisão de motorista que causou morte de motociclista

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook