Aguarde...

cotidiano

Mãe denuncia funcionários de posto por agressão contra o filho

Confusão teria começado por conta de um boneco de Papai Noel sem pilhas na conveniência do estabelecimento, na zona Leste de Ribeirão Preto; Polícia Civil apura lesão corporal

| ACidadeON/Ribeirao

 

Jovem teria ficado com ferimentos na boca (Foto: Arquivo pessoal)

A Polícia Civil investiga uma agressão contra um estudante de 21 anos em um posto de combustíveis, na avenida Treze de Maio, no Jardim Paulistano, zona Leste de Ribeirão Preto. A confusão teria começado por causa de um boneco de Papai Noel na loja de conveniência do estabelecimento.

O caso ocorreu na noite da última segunda-feira (25), mas foi registrado nesta terça-feira (26), na CPJ (Central de Polícia Judiciária) do Centro da cidade.   

De acordo com o boletim de ocorrência (BO), a mãe estaria com o jovem no estabelecimento, quando ele teria passado pelo caixa e feito uma brincadeira com um funcionário.  

Neste momento, o homem teria entrado em desentendimento com o jovem e o teria agredido, o derrubando ao chão.  

Segundo a mãe do jovem disse por telefone ao ACidade ON, três frentistas do posto teriam se aproximado e também agredido o estudante com chutes na cabeça.  

"Ninguém separou. Eles pararam porque eu entrei na frente. Mas, um deles me deu um chute também e eu caí no chão. Eles só pararam porque o menino estava desacordado. Só por isso eles pararam", ressalta a mulher.  

A vítima teria sofrido fratura em dois pontos da mandíbula e no nariz, além de um traumatismo na cabeça.  

O jovem teria sido levado à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da avenida Treze de Maio e, em seguida, ao HC-UE (Hospital das Clínicas - Unidade de Emergência), onde recebeu atendimento médico e foi liberado.  

A vítima ainda deverá passar por uma cirurgia na mandíbula, de acordo com a mãe. 

Versão do funcionário

Ainda segundo o BO, o funcionário que estava no caixa relatou à polícia que respondeu ao estudante que um boneco de Papai Noel estava sem funcionar porque não tinha pilhas, quando o jovem teria ficado alterado e o ofendido.  

Em seguida, o jovem teria começado a bater no vidro da porta do estabelecimento e voltado ao caixa, indo em direção ao funcionário, que o teria atingido com um chute para se defender de uma suposta agressão.  

O ACidade ON entrou em contato com o posto por meio do telefone, no início da tarde desta quarta-feira (27), mas o estabelecimento ainda não se pronunciou sobre o caso.  

O BO foi registrado como lesão corporal, para apuração da Polícia Civil.

Mais do ACidade ON