Publicidade

cotidiano

Vice-prefeito, diretor de Esportes e mais 8 são presos em Guaíra

Operação Golpe Baixo, do Gaeco, apura o desvio de R$ 2 milhões em verbas públicas da prefeitura

| ACidadeON/Ribeirao -

Prefeitura de Guaíra foi alvo da operação Golpe Baixo (Foto: Rede social)
 

O vice-prefeito de Guaíra, Renato César Moreira (Cidadania), que também é o secretário municipal de Educação de Guaíra, foi preso temporariamente nesta quarta-feira (9), durante a operação Golpe Baixo que investiga o desvio de verbas públicas da prefeitura. 

LEIA MAIS - Prefeito, vice e servidores são alvos de operação do Gaeco

O diretor de Esportes do município, Alessandro Camilo da Silva , o presidente de uma ONG de judô Stefanio Bonvino Stafuzza e sete empresários também foram presos temporariamente. 

O prefeito José Eduardo Coscrato Lelis (PSDB), o Zé Eduardo, e o vice foram afastados dos cargos por decisão do TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo). 

Os contratos sob investigação somam mais de R$ 2 milhões, segundo o MP (Ministério Público). 

O Gaeco informou que foram realizadas contratações com indícios de fraude de empresas pertencentes a pessoas próximas ao prefeito, ao vice e ao diretor de Esportes.  

"Grande parte destas contratações foram direcionadas para uma empresa que ministra aulas de judô, porém foi contratada para diversos objetos, em alguns casos com preços superfaturados. Houve ainda a terceirização do Esporte para uma Organização Social que, conforme demonstrado nas investigações, pertencia, de fato, a alguns empresários que subcontratavam suas empresas", disse a Promotoria.  

Outro lado 

O prefeito Zé Eduardo negou as suspeitas apontadas pelo MP.  

As defesas do vice-prefeito e do presidente da ONG não foram localizadas. Stefanio Bonvino Stafuzza foi eleito vereador em novembro deste ano.

O diretor de Esportes ainda não tem advogado.  

Os advogados dos outros presos também não foram encontrados. (Com EPTV)

Mais notícias


Publicidade