Publicidade

cotidiano

Bombeiro morto após acidente com guindaste será cremado em Ribeirão

Wallace Valesi, de 33 anos, não resistiu ao ferimentos após permanecer internado por 23 dias no HC-UE, em Ribeirão Preto; corporação lamenta falecimento

| ACidadeON/Ribeirao -

Wallace Valesi tinha 33 anos e deixa esposa e filho de 3 meses (Foto: Divulgação / Rede social)
O corpo de Wallace Lima Valesi, bombeiro vítima da queda de um guindaste em Jardinópolis, será cremado nesta quinta-feira (14). A informação foi confirmada pelo 9º Grupamento do Corpo de Bombeiros, em Ribeirão Preto, onde ele servia.
 
A vítima tinha 33 anos e morreu na noite desta quarta-feira (13), após permanecer internada por 23 dias no Hospital das Clínicas - Unidade de Emergência (HC-UE), em Ribeirão Preto, desde a data do acidente, em 20 de setembro. 
 
MAIS: Caminhão de combustíveis tomba após acidente

Segundo nota emitida pela corporação, a família optou por não realizar cerimônia de despedida ao bombeiro, como o velório.

Ainda no comunicado, o Corpo de Bombeiros lamentou a morte do oficial, que atuou durante 12 anos na PM (Polícia Militar). Ele deixa uma esposa e um filho de 3 meses.

"Em sua memória, continuaremos nossa missão, servindo e protegendo a sociedade paulista", declarou a corporação. 


Tragédia

O bombeiro Wallace Valesi estava acompanhado do cabo Gustavo Roberto Ciampaglia, também da mesma corporação. Ambos estavam de folga e atuavam na poda de árvores em um residencial.  Ciampaglia também não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local.


Durante a internação de Wallace, a família e a corporação fizeram campanhas pedindo doação de sangue. Por conta da gravidade do caso, ele chegou a ter uma perna amputada na altura da coxa.

A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar as causas do acidente.  
 

Bombeiros morreram após acidente com guindaste em Jardinópolis (Foto: Divulgação)

Mais notícias


Publicidade