Publicidade

cotidiano

Polícia apura mensagem de despedida de mulher morta em Franca

Mensagem teria sido enviada pela analista financeira,Thabata Caroline Gonzales Silva, à família, antes de ela ser encontrada morta; Ex-namorado se entregou à polícia

| ACidadeON/Ribeirao -

 

Thabata Gonzales, foi encontrada morta à tiros em Franca - Foto: Divulgação/redes sociais 

A Polícia Civil de Franca investiga uma mensagem que teria sido enviada pela analista financeira Thabata Caroline Gonzales Silva, de 34 anos, à família, antes de ela ser encontrada morta na quinta-feira (18) com ferimento provocado por disparo de arma de fogo. 

O principal suspeito do crime é o ex-namorado o policial militar Douglas da Silva Teixeira, que se entregou na tarde desta sexta-feira (19), na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Franca e foi transferido direto para o presídio Presídio Militar Romão Gomes, que abriga policiais militares presos em São Paulo.

Mensagem 

O texto foi escrito em tom de despedida e fazia um pedido para que a mãe cuidasse dos dois filhos dela, uma menina de 10 anos e um menino, de 4 anos, frutos de outro relacionamento. "Mãe, cuide bem das crianças, proteja com unhas e dentes, como a mãe maravilhosa que você sempre foi. Gratidão por nossa família. (...) Mãe, busca as crianças assim que você acordar. Eles estão sozinhos e eu não estarei mais aqui", diz um trecho. 

O delegado que acompanha o caso, Marcio Murari, informou que o aparelho foi apreendido e deve passar por pericia.
Familiares da vítima também devem ser ouvidos nos próximos dias. "Nós estamos instaurando um inquérito policial e agora vamos tomar vários depoimentos. Daqui a cerca de 15 dias solicitaremos que a policia militar o apresente aqui na sede da DIG, para então fazer o interrogatório", disse.

O PM chegou a Delegacia de Investigadores Gerais (DIG), acompanhado de seu advogado e permaneceu calado durante o tempo todo, informou Murari. 

Família diz que recebeu mensagem de Thabata horas antes de ela ser encontrada morta
O caso  

Douglas estava foragido desde quinta-feira (18) quando a ex-namorada foi encontrada morta dentro do carro dela no estacionamento da chácara que pertence aos pais do suspeito, na rodovia Tancredo Neves.

O sepultamento de Thabata aconteceu no início da tarde desta sexta-feira (19), no Cemitério Santo Agostinho, também em Franca. 

Segundo a família, o casal tinha uma relação conturbada por causa de ciúmes dele e chegou ao fim recentemente após cerca de dois anos. 

Em outubro a vítima registrou um boletim de ocorrência contra o policial por ameaça e agressão. Ela disse em depoimento, que foi ameaçada com uma arma e agredida no pescoço por ter se negado a manter relações sexuais com ele.  

PM suspeito de matar a ex-companheira se entrega à Polícia em Franca

VEJA TAMBÉM - Coletor de lixo é internado após ser atropelado em Ribeirão Preto

Mais notícias


Publicidade